Dom Carlos Silva preside ordenação presbiteral na Paróquia São Luís Gonzaga

Jackeline Gasparini

No sábado, 23, foi realizada, na Paróquia São Luís Gonzaga, Setor Pereira Barreto, a ordenação presbiteral do Diácono Douglas Eurenides Modesto, da Ordem dos Clérigos Regulares (CR), também conhecidos como Teatinos. Sua atuação diaconal se deu na Área Pastoral Santo Antônio de Pádua, pertencente à Paróquia Nossa Senhora Mãe e Rainha, Setor Jaraguá. O lema sacerdotal do neo-sacerdote é “Não fostes vós que me escolhestes, fui Eu que vos escolhi” (Jo 15,16). 

A celebração foi presidida por Dom Carlos Silva, OFMCap, e concelebrada por sacerdotes da Ordem dos Clérigos Regulares e padres que atuam na Região Episcopal Brasilândia. 

Na homilia, o Bispo Auxiliar da Arquidiocese na Região Brasilândia trouxe reflexões sobre o momento vi- vido pelo Diácono Douglas e palavras de incentivo para a missão sacerdotal. “Procure sempre na sua vida o exemplo de Cristo, cujos Corpo e Sangue estarão sempre a serviço, a partir de hoje de uma forma mais profunda, pois, pela imposição das minhas mãos e da oração consecratória, será constituído presbítero. Você será padre, será pastor. Deve ser um sacerdote revestido de caridade e consciente do zelo ao ofício de evangelizar. Que encontrem eco, no seu viver, as palavras de São Caetano, fundador dos Teatinos, quando de sua ordenação presbiteral: ‘Tornar-me sacerdote é ligar minha vida à cruz de Cristo’”. 

O Bispo Auxiliar destacou ainda as virtudes que um sacerdote deve ter: “Não seja indiferente e seletivo; acolha a todos, como Jesus Cristo. Seja amoroso, misericordioso e atento com todos, enxergando além das aparências. Vá atrás da ovelha perdida. Seja um padre bom para que seja um bom padre. A caridade deve compor a sua base”. 

Ao término da celebração, o Prelado invocou a intercessão de Maria e pediu que todos rezassem pelo neo-sacerdote. Padre Douglas agradeceu às pessoas que o ajudaram ao longo de sua trajetória pessoal e religiosa, em especial à Ordem dos Clérigos Regulares. 

TAÍSE CORTÊS
Colaboradora de Comunicação na Região Episcopal Brasilândia

Deixe um comentário