Em missa, Cardeal Scherer celebra o patrono da Arquidiocese e o aniversário da cidade de São Paulo 

Cardeal Scherer com crianças que depositaram flores diante da imagem de São Paulo (foto: Luciney Martins/O SÃO PAULO)

A festa da Conversão de São Paulo Apóstolo, patrono da Arquidiocese de São Paulo, foi celebrada na terça-feira, 25, com uma missa presidida pelo Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano. Na ocasião, também foi comemorado o 468º aniversário de fundação da capital paulista. 

A Eucaristia solene foi concelebrada pelos bispos auxiliares e padres da Arquidiocese e contou com a participação de autoridades civis e militares, entre os quais o prefeito Ricardo Nunes. Também estiveram presentes representantes de igrejas de confissão cristã e de diferentes tradições religiosas. 

Encontro com Cristo 

Na homilia, Dom Odilo ressaltou que a festa da Conversão de São Paulo recorda um momento fundamental da vida desse Apóstolo considerado, ao lado de São Pedro, uma das colunas da Igreja. “Sem a pregação de São Paulo, talvez, o Evangelho não teria alcançado tantos lugares, tantos países, com tanta ênfase como alcançou”, afirmou.

O Cardeal recordou que a experiência vivida por São Paulo no caminho para Damasco não pode ser interpretada apenas como uma conversão de hábitos e costumes, mas uma mudança fundamental de rumo na vida, a partir de um grande encontro pessoal com Jesus Cristo. 

Tal encontro, recordou o Arcebispo, impeliu o Apóstolo a confiar toda a sua vida a Cristo, a ponto de lhe indagar: “Senhor, o que queres que eu faça?”. E prosseguiu: “Olhando para São Paulo, queremos pedir a ele que com seu exemplo nos ajude a fazer as escolhas fundamentais da nossa vida, que deem o rumo certo e a força necessária para vivermos segundo os valores que esse rumo nos indica. Não tendo desprezo por este mundo, mas o desejo de construir um mundo segundo o bem”.

Missão da cidade 

Ao se referir à fundação da cidade de São Paulo, Dom Odilo sublinhou que a grande metrópole nasceu, em 1554, em um pequeno núcleo urbano em torno de uma missão dos jesuítas com os indígenas no planalto paulista, tendo como centro uma escola e uma capela. Ele acrescentou que a ideia dos missionários era “anunciar o Evangelho e construir uma comunidade humana que pudesse viver humanamente bem, onde tivesse educação, cuidados da saúde, segurança e a paz”. 

“Este projeto inicial de cidade permanece como referência também para a cidade que devemos construir ano após ano. Uma cidade que se interesse pela pessoa humana, voltada para convivência pacífica, harmônica entre os muitos diversos que somos hoje. Uma cidade onde conta muito a educação, que englobe a todos, que não exclui ninguém, que se interesse pelo diálogo para a superação dos conflitos, que olhe para a edificação de uma comunidade humana em que os conflitos sejam resolvidos pelo diálogo e as carências sejam resolvidas pela solidariedade e justiça”, completou o Purpurado. 

Por fim, o Cardeal Scherer pediu a intercessão de São Paulo por todos os habitantes da cidade. “Que todos nos sintamos encorajados a dar todos os dias, com grandeza de alma, como São Paulo deu, a nossa participação para a edificação da nossa enorme e querida cidade de São Paulo”, concluiu.

Ao fazer sua saudação, o prefeito Ricardo Nunes salientou que São Paulo é uma metrópole que não para de crescer, sendo, ao mesmo tempo, uma cidade muito rica e muito pobre. Nesse sentido, Nunes reforçou o compromisso do poder público municipal para atender as pessoas mais vulneráveis e agradeceu à Igreja Católica o seu empenho na construção de uma cidade melhor. 

No início da missa na Catedral, o Cardeal Odilo Pedro Scherer depositou diante da imagem de São Paulo o quadro com a bula do Papa Pio XII, com a qual o Apóstolo dos Gentios foi proclamado padroeiro da cidade e do estado de São Paulo, em 1958, após pedido do Cardeal Carlos Carmelo de Vasconcelos Motta, então Arcebispo Metropolitano.(foto: Luciney Martins/O SÃO PAULO)
Na manhã da terça-feira, 25, houve o tradicional ato cívico em homenagem aos fundadores da cidade de São Paulo no monumento erguido diante do Pateo do Collegio, com a presença do prefeito Ricardo Nunes e do Cardeal Odilo Scherer.(foto: Luciney Martins/O SÃO PAULO)

Deixe um comentário