Governo inaugura sede da SP Escola de Dança, no Complexo Cultural Júlio Prestes

Instituição oferece cursos de profissionalização e extensão cultural 100% gratuitos como Dança e Performance, Dramaturgia e outros

Governo inaugura sede da SP Escola de Dança, no Complexo Cultural Júlio Prestes, Jornal O São Paulo
Foto: Governo de São Paulo

O Governo do Estado de São Paulo anunciou nesta terça-feira (6/12) a inauguração da sede da São Paulo Escola de Dança, no Complexo Cultural Júlio Prestes, edifício tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat), que já abriga a Sala São Paulo, as sedes da Orquestra Sinfônica do Estado (Osesp) e da Secretaria de Estado da Cultura de Cultura e Economia Criativa.

O Centro de Formação em Artes Coreográficas, considerado o maior da América Latina, oferece cursos 100% gratuitos para jovens a partir de 13 anos em situação de vulnerabilidade social.

Sob gestão da Associação Pró-Dança e direção artística e educacional de Inês Bogéa, o espaço recebeu uma reforma e adequação com investimento de R$ 6,3 milhões do Governo do Estado, para atender os cerca de 170 estudantes matriculados nas primeiras turmas dos Cursos Regulares, que oferecem profissionalização em áreas relacionadas à dança com bolsas de estudo a pessoas de baixa renda. Contando ainda com 80 estudantes nos cursos de Iniciação à Dança e 313 nos Cursos de Extensão Cultural.

“A formação é essencial para o pleno desenvolvimento das cadeias produtivas da cultura e da economia criativa. O Governo de São Paulo tem feito a sua parte, fortalecendo e elevando o orçamento de programas e instituições como as Fábricas de Cultura 4.0, as Oficinas Culturais, os conservatórios e a SP Escola de Teatro. Com o apoio da Secretaria e a expertise da Associação Pró-Dança, a SP Escola de Dança vai potencializar ainda mais o ecossistema da dança, contribuindo para a profissionalização e a ampliação do campo de atuação dos criadores e profissionais da área”, destaca Sérgio Sá Leitão, Secretário Estadual de Cultura e Economia Criativa.

“Estamos desenvolvendo uma escola de arte com padrão internacional e foco na formação de qualidade na área da dança, a fim de ampliar as possibilidades profissionais dos interessadas neste campo da expressão artística. As ações propostas incluem a difusão da dança, o acesso ao mundo das artes e intercâmbios culturais e pedagógicos. Além da formação regular, há também ações de inclusão e de estímulo à criação e à diversidade”, afirma Inês Bogéa, diretora artística e educacional da Escola.

Reforma  e adaptação

Foi realizada em 2022 uma ampla reforma no terceiro andar do prédio do Complexo Júlio Prestes, de modo a qualificar este espaço para abrigar as atividades da São Paulo Escola de Dança. A instituição passa a contar com salas especiais para dança, que receberam pisos adequados e iluminação cênica. Há também novas salas de aula, laboratórios de multimídia e produção, estúdios para gravações e espaços de convivência.

A estimativa é atender cerca de 1.100 estudantes a partir de 2023 nos Cursos Regulares, de Iniciação à Dança, de Extensão Cultural e nos Projetos Especiais. Entre eles estão: Dança e Performance, Técnicas da Dança (clássica, moderna e contemporânea), Figurino na Dança, Produção e Gestão Cultural, Dramaturgia (Dramaturgia, Coreografia, Direção e Sonoplastia), Multimídias para a Dança e Teatro Musical (jazz dance, sapateado, canto e interpretação).

Os Cursos Regulares têm uma média de dois anos de duração e são destinados a pessoas a partir de 13 a 17 anos. Das vagas disponíveis, 50% são destinadas a pessoas vindas de contexto de baixa renda ou situação de vulnerabilidade social e/ou relacional e 20% são voltadas a pessoas negras (pretas ou pardas) ou de origem indígena.

Oportunidades e Projetos Especiais

Voltadas aos estudantes do Curso Regular, as ações do eixo de Oportunidades e Projetos Especiais são divididas entre as Bolsas-Oportunidade para estudantes. São 75 bolsas oportunidade no primeiro semestre de 2023, no valor de R$ 2.860 (em quatro parcelas mensais de R$ 715), às pessoas aprovadas, que poderão pleitear o benefício em um processo seletivo específico.

Comitê Artístico-Pedagógico

A Escola possui um Comitê Artístico que reúne pessoas e instituições, de grandes nomes da arte e da produção cultural, bem como associações, colegiados, escolas, grupos e companhias de dança ao redor do mundo, para realização de intercâmbios e residências artísticas especialmente com os alunos dos Cursos Regulares e troca de experiências com todos os participantes da Escola de Dança. O Comitê é dividido em quatro grandes núcleos: Escola, Diretores, Artistas e Parceiros.

Fonte: Governo de São Paulo

Leia mais
Ciclo de cultura tradicional traz documentários sobre as tradições indígenas, afro-brasileiras e nipo-brasileiras

Deixe um comentário