Incêndio atinge prédios e igreja ortodoxa histórica no centro de São Paulo

(Atualizado às 17:40)

Bombeiros atuam no combate ao incêndio que atingiu prédios e uma igreja ortodoxa (Reprodução/TV Globo)

Mais da metade da estrutura da igreja matriz da Paróquia Ortodoxa Antioquina da Anunciação à Nossa Senhora foi destruída pelo incêndio que atingiu cinco imóveis na região da rua 25 de março, no centro de São Paulo.

O Corpo de Bombeiros ainda trabalha para conter o fogo que começou por volta das 21h do domingo, 10, em um prédio comercial de dez andares na rua Barão de Duprat e se alastrou para outros quatro imóveis: duas lojas, que ficaram completamente destruídas, um prédio de seis andares, que corre risco de desabar, e a igreja.

Considerado o primeiro templo cristão ortodoxo do Brasil, a Igreja de Nossa Senhora, como é conhecida, começou a ser construída em 1900 pela comunidade sírio-libanesa na rua Itobi (atual rua Cavalheiro Basílio Jafet), sendo consagrada em 1904. A paróquia pertence à Arquidiocese Ortodoxa Antioquina de São Paulo e de todo o Brasil, que tem como Arcebispo Dom Damaskinos Mansour.

Danos

O SÃO PAULO conversou, por telefone, com o Padre Dimitrios Attarian, Arquimandrita (equivalente oriental a monsenhor) da Igreja Ortodoxa Antioquina no Brasil, que informou que o fogo consumiu boa parte do templo e o teto desabou parcialmente. “Um de nossos sacerdotes, Padre Paísios Diaz, conseguiu salvar os dois ícones do altar, porque os bombeiros, a pedido do padre, deixaram-no entrar na igreja e lhe deram poucos minutos para retirar o que fosse possível”, contou o Arquimandrita.

O sacerdote relatou, ainda, que o altar da igreja, apesar da queda de escombros e da fuligem não foi destruído pelo fogo. No entanto, a nave da igreja, a sala dos paramentos e os banheiros foram totalmente destruídos. “Ainda vamos contabilizar tudo o que foi destruído”, acrescentou Padre Dimitrios, agradecendo as manifestações de oração e solidariedade por parte dos fiéis católicos. A comunidade ortodoxa teme o risco de desabamento do prédio vizinho, que pode destruir completamente a Igreja.

O templo abriga a memória da comunidade sírio-libanesa de São Paulo, tais como os registros dos primeiros sacramentos dos ortodoxos no país. No local, foram realizadas as primeiras reuniões que deram origem a instituições como o Hospital Sírio-Libanês e o Clube Monte Líbano.

Imagens do interior da Igreja após o incêndio (Fotos: Arquidiocese Ortodoxa Antioquina)

Feridos

Dois bombeiros que atuavam no combate às chamas ficaram feridos e encaminhados para o Hospital Municipal do Tatuapé. O corpo de bombeiros ainda trabalha para controlar os focos de incêndio e estima que os trabalhos de rescaldo devem levar aproximadamente 24 horas.

(Com informações de G1)

2 comentários em “Incêndio atinge prédios e igreja ortodoxa histórica no centro de São Paulo”

Deixe um comentário para Nilda Moreira de Souza Dias Cancelar resposta