Ministério da Saúde anuncia vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos

Jovens de 12 a 17 anos de idade, com prioridade para aqueles com comorbidades, serão incluídos na campanha nacional de vacinação contra a COVID-19

Agência Brasil

O Ministério da Saúde anunciou na terça-feira, 27, que a imunização dos adolescentes ocorrerá assim que concluída a distribuição de vacinas suficientes para aplicar, pelo menos, a 1a dose em toda a população adulta vacinável.

A decisão foi pactuada em nota conjunta do Ministério da Saúde com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

Também após a distribuição da 1a dose para a população adulta, será analisada a redução do intervalo até a 2a dose da vacina da Pfizer contra a COVID-19. O estudo será realizado com base em evidências científicas apresentadas nas discussões da Câmara Técnica Assessora de Imunizações.

Ritmo de vacinação

De acordo com levantamentos de veículos de imprensa junto às secretarias estaduais de Saúde, até às 20h da terça-feira, 27, um total de 97.335.965 pessoas que já receberam a 1a dose da vacina contra a COVID-19, o que representa 45,96% da população brasileira.

Já a 2a dose ou dose única foi aplicada em 38.704.270 pessoas (18,28% da população), num total de mais de 136.030.235 doses aplicadas em todos os estados e no Distrito Federal.

A imunização em São Paulo

Até às 20h da segunda-feira, 26, um total 25.716.683 pessoas já tinham recebido a 1a dose da vacina contra a COVID-19 no estado de São Paulo. Já a 2a dose foi aplicada em 8.547.078 pessoas e a dose única foi aplicada em 1.070.709 pessoas.

Na quarta-feira, 28, a vacinação estará aberta para as pessoas de 29 anos na capital paulista. São esperados 143.861 munícipes para receber a primeira dose do imunizante.

Acesse a lista completa de endereços dos postos de vacinação

Preparativos para Vacinação

Para garantir as doses à população do município de São Paulo, é obrigatório o cidadão apresentar no ato da vacinação um comprovante de residência (físico ou digital) na capital, juntamente com os documentos pessoais, preferencialmente Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) e cartão do Sistema Único de Saúde (SUS).

O preenchimento do pré-cadastro no site Vacina Já agiliza o tempo de atendimento nos postos de vacinação. Basta inserir dados como nome completo, CPF, endereço, telefone e data de nascimento.

A vacinação continua para os grupos com as seguintes comorbidades:

– Insuficiência cardíaca
– Cor-pulmonale e hipertensão pulmon
– Cardiopatia hipertensiva
– Síndrome coronariana
– Valvopatias
– Miocardiopatias e pericardiopatias
– Doença da aorta, dos grandes vasos e fístolas arteriovenosas
– Arritmias cardíacas
– Cardiopatias congênitas no adulto
– Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados
– Diabete mellitus
– Pneumopatias crônicas graves
– Hipertensão arterial resistente
– Hipertensão arterial estágio 3
– Hipertensão estágios 1 e 2 com lesão de órgãos alvos
– Doença cerebrovascular
– Doença renal crônica
– Imunossuprimidos
– Anemia falciforme
– Obesidade mórbida’

(Com informações de Ministério da Saúde e Prefeitura de SP) 

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter