Nos passos de Santa Teresa, clero de Campo Limpo realiza seu retiro anual

Encontro deste ano marca o retorno ao Mosteiro de Itaici e teve por fundamento a espiritualidade de Santa Teresa de Jesus

Diocese de Campo Limpo

Retomando gradualmente, de maneira presencial, as atividades que foram restringidas pela pandemia, os padres da diocese, juntamente com seu bispo, Dom Luiz Antônio Guedes, realizaram o retiro anual do clero entre os dias 16 e 19 de agosto no Mosteiro de Itaici, localizado na cidade Indaiatuba (SP).

Para além de uma obrigação canônica, o retiro é sempre uma oportunidade de encontro com Deus no recolhimento proporcionado pelo afastamento das atividades cotidianas, aliado aos exercícios do silêncio, oração e meditação. Esta pausa visa proporcionar crescimento espiritual e mesmo revigoramento aos padres, evitando o ativismo.

Santa Teresa de Jesus

O pregador deste ano foi o padre Antônio Torres, pároco da paróquia São Pedro e São Paulo, psicólogo e grande entusiasta da vida e espiritualidade de Santa Teresa d’Ávila. Padre Antônio encarou o convite para pregar o retiro como um desafio: “Normalmente não se convida um padre da própria diocese para pregar o retiro do clero. Me senti honrado pela escolha, mas ao mesmo tempo me sinto muito feliz, muito alegre. Foi uma confiança muito grande e estou procurando fazer o melhor possível”.

O retiro teve como base a espiritualidade de Santa Teresa d’Ávila e como itinerário a proposta das Sete Moradas, obra escrita por Teresa para narrar sua experiência de vida espiritual. Também conhecida por Santa Teresa de Jesus, a religiosa nasceu em Ávila no ano de 1515 e tornou-se grande expoente da vida espiritual. Como resultado de suas experiências místicas, redigiu várias obras que se tornaram referência na literatura mística. Em 1970 foi declarada Doutora da Igreja em reconhecimento à grande contribuição que ela proporcionou à Igreja.

De acordo com padre Antônio, a ideia de pregar o retiro com esta proposta surgiu a partir do interesse demonstrado pelos padres em formação sobre a mística de Santa Teresa oferecida nas foranias que o convidaram. Além disso, o padre ressalta a ligação que sua espiritualidade possui com a vida do padre diocesano: “Santa Teresa tem uma visão extremamente bíblica e, como nós vimos, as moradas retratam a vida de Cristo. Toda a obra teresiana está fundamentada no tempo litúrgico”.

O percurso oferecido pelo padre Torres deixou os padres entusiasmados com a espiritualidade de Santa Teresa: “Estou apaixonado por Santa Teresa”, afirmou o padre Edmílson Bhering, pároco da paróquia Santo Antônio do Caxingui. O interesse despertado motivou alguns deles à propor a formação de um grupo de estudos da vida e da obra de Santa Teresa, com ênfase na sua espiritualidade.

Padres jubilandos

Neste ano alguns padres do clero diocesano comemoram o jubileu de prata de sua ordenação sacerdotal. Entre eles, os padres Manoel Corrêa Viana e Elinaldo Ferreira, que presidiram a celebração eucarística nos dias 17 e 18, respectivamente, como oportunidade de render graças a Deus pelo exercício do ministério presbiteral e pelos frutos dados à Igreja. As celebrações tiveram um sabor especial, afinal os jubilandos estavam celebrando juntamente com o bispo e os demais padres que fazem parte do presbitério diocesano, muitos deles companheiros da jornada ministerial desde o início.

As celebrações de abertura e encerramento do retiro foram realizadas por Dom Luiz Antônio Guedes, bispo diocesano e pelo padre Antônio Torres.

Confira a notícia na íntegra no site da diocese.

Fonte: Site da Diocese de Campo Limpo

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter