‘Procuremos todos ser amigos de Deus’

Cardeal Odilo Pedro Scherer (foto: Bruno Melo/arquivo)

Na missa da terça-feira, 3, o Cardeal Odilo Pedro Scherer enfatizou as consequências na vida daqueles que perseguem e acusam injustamente as pessoas que caminham na amizade de Deus.

O Arcebispo de São Paulo presidiu a Eucaristia na capela da sua residência, transmitida pela rádio 9 de Julho e pelas mídias digitais da Arquidiocese.

A primeira leitura (Nm 12,1-13) destaca a reação de Deus diante das críticas feitas por Míriam e Aarão a Moisés por causa de sua mulher etíope.

O texto ressalta que Deus se refere a Moisés não apenas como um profeta, mas como alguém com quem conversa face a face. “Como, pois, vos atreveis a rebaixar o meu servo Moisés?”, indagou o Senhor.  

Moisés, por sua vez, não guarda rancor e intercede pela cura de Míriam, que teve seu corpo coberto pela lepra. “Moisés é o homem de Deus, seu amigo, que não age por leviandade humana, mas, com o coração generoso, movido pelo amor e pela misericórdia de Deus”, afirmou Dom Odilo, na homilia.

O Arcebispo enfatizou, ainda, que o texto bíblico mostra que aqueles que criticam, caluniam ou difamam injustamente os servos e amigos de Deus não ficam impunes e exortou: “Procuremos todos ser amigos de Deus, buscando, cada vez mais, a proximidade, a face de Deus. 

Vocações

No fim da missa, o Cardeal pediu orações pelos padres da Arquidiocese, que participam, entre os dias 2 e 4, do Curso de Aprofundamento Teológico e Pastoral, na modalidade on-line.

Dom Odilo também recordou que nesta semana, a Igreja recorda, de forma especial, a vocação sacerdotal. “Que Deus chame a muitos para o sacerdócio em nossas paróquias, comunidades e famílias”, concluiu.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter