Professora Rita Marina assume a coordenação regional da Pastoral da Pessoa Idosa

A coordenadora conversou com a Pastoral da Comunicação da Região Lapa

Benigno Naveira

Rita Marina Lapenta Janzantti, que exerce os cargos de professora na Escola Técnica Estadual (ETEC) Professor André Bogasian e de diretora na Escola Estadual, do Programa de Ensino Integral (PEI), Professor João Baptista de Brito, ambas em Osasco (SP), assumiu, em abril, o cargo de coordenadora geral da Pastoral da Pessoa Idosa na Região Episcopal Lapa, que tem como Assistente Eclesiástico o Padre João Carlos Deschamps de Almeida.

A professora Rita Marina conversou com a Pastoral da Comunicação regional e falou sobre o seu trabalho na Pastoral da Pessoa Idosa. Ela começou em 2013, como líder na Pastoral e coordenadora na Paróquia Sagrado Coração de Jesus, Setor Butantã.

A coordenadora explicou que a Pastoral da Pessoa Idosa é um organismo vinculado à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), fundada em 5 de novembro de 2004 pela doutora Zilda Arns Neumann, motivada pelas observações que fez enquanto acompanhava as ações da Pastoral da Criança, também criada por ela na década de 1980.

Zilda Arns notou o grande valor e participação dos avós na vida de muitas famílias que dependiam dos idosos para cuidar dos netos, além de educá-los e ensiná-los enquanto os pais trabalhavam, um contexto que exigia um olhar com mais atenção e cuidado para esta parcela crescente da população.

Rita Marina recordou que o objetivo geral da Pastoral é difundir o respeito à dignidade e à cidadania das pessoas idosas, por meio da promoção humana e espiritual, respeitando seus direitos, num processo educativo de formação continuada, tanto delas quanto de suas famílias. Além disso, há também os objetivos específicos, como promover visitas domiciliares a idosos, preferencialmente os mais afetados pela pobreza ou abandonados, de maneira a conhecer suas histórias de vida e as daqueles com quem convivem; tornar-se ponte entre a família e a comunidade; conhecer e tornar conhecidos os programas de governo voltados às pessoas idosas; inteirar-se das políticas públicas que versam sobre os direitos da pessoa idosa; divulgar e cobrar a implementação do Estatuto do Idoso (Lei nº 10.741/2003); implantar essa Pastoral nas paróquias, com encontros e formação de agentes, bem como aumentar o número de participantes onde ela já exista.

Por fim, Rita Marina lembrou que o Papa Francisco é sensível ao fenômeno mundial do envelhecimento populacional e tem demonstrado, em inúmeras ocasiões, sua preocupação com as pessoas idosas. Em janeiro de 2020, o Vaticano promoveu o 1° Congresso Internacional da Pastoral da Pessoa Idosa. Neste ano, pela primeira vez, foi celebrado o Dia Mundial dos Avós e dos Idosos, em 25 de julho.

(Por Benigno Naveira – Colaborador de Comunicação na Região)

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter