'Santo Antônio, um missionário popular, místico, e grande amigo de Jesus.'

Em seu programa diário de rádio, o Arcebispo de São Paulo advertiu os fiéis sobre as superstições em torno do santo franciscano

'Santo Antônio, um missionário popular, místico, e grande amigo de Jesus.', Jornal O São Paulo
Luciney Martins /O SÃO PAULO

O Cardeal Odilo Pedro Scherer falou sobre a vida de Santo Antônio, sobre o qual há grande devoção pelo Brasil, no programa “Encontro com o Pastor”, de segunda-feira, 13, na rádio 9 de Julho

Santo Antônio nasceu em Portugal, mas viveu e morreu na Itália. Quando jovem, estudou em Coimbra, no país natal, desejando ser monge agostiniano. Com o desenvolvimento da ordem Francisca, no século XIII, Antônio ficou fascinado, sobretudo quando passavam por Portugal os primeiros mártires franciscanos que foram martirizados no Marrocos.

O Arcebispo de São Paulo frisou que Santo Antônio era um jovem teólogo, estudioso e ilustre nas suas ideias. Por isso, o próprio São Francisco, que não tinha muito estudo, sobretudo de teologia, o escolheu para ser seu teólogo.

“Santo Antônio, um missionário popular, místico, e grande amigo de Jesus. Assim, se tornou conhecido”, disse Dom Odilo.

O Arcebispo explicou que a imagem de Santo Antônio é retratada com o Menino Jesus nos braços, para retratar sua a intimidade com o Cristo. Assim como apontou a penitência como uma grande característica do franciscano.

“Os santos foram sempre grandes penitentes, porque eles se reconheciam pecadores, necessitados de penitência, de conversão constante. E com o medo de um dia pecarem, se afastarem de Deus, ofenderem a Deus. Portanto, faziam muita penitência para superar as tentações e se manterem na comunhão com Deus”.

O Cardeal lembrou que, além de intercessor dos casais, Santo Antônio é invocado também como amigo dos pobres. Dessa forma, existe a bênção do pão dos pobres, uma tradição muito popular nas casas dos franciscanos e nas igrejas dedicadas ao Santo Antônio. Porém, alertou que isso não deve ser uma espécie de superstição, pois o “pão de Santo Antônio” está sempre relacionado com o pão da partilha, pão da fraternidade.

Por fim, o Arcebispo lembrou aos fiéis do preceito de Corpus Christi, na quinta-feira 16, ressaltando que, às 10h presidirá a missa na Praça da Sé, com procissão pelo centro antigo da cidade, passando pelo Mosteiro de São Bento e chegando até o largo de Santa Efigênia.

OUÇA A ÍNTEGRA DO PROGRAMA “ENCONTRO COM O PASTOR”

Deixe um comentário