SP vai investir R$ 150 milhões em programa esportivo de ‘caça-talentos’ nas escolas

O São Paulo Olímpico começa como projeto-piloto em 10 cidades e terá aulas de atletismo, basquete, futsal, handebol, judô e vôlei

Governo do Estado de SP

O Governador Tarcísio de Freitas anunciou nesta segunda-feira o Programa São Paulo Olímpico para a descoberta de novos talentos nas escolas estaduais. Ao todo, a gestão estadual vai investir R$ 150 milhões na iniciativa e 600 professores de educação física serão capacitados.

O programa foi lançado juntamente ao calendário de competições oficiais da Secretaria de Esportes. O São Paulo Olímpico será implementado em forma de projeto-piloto em dez cidades: Araçatuba, Birigui, Campinas, José Bonifácio, Limeira, Lins, Novo Horizonte, Piracicaba, Santa Bárbara d’Oeste e São José do Rio Preto.

Neste primeiro momento, há seis modalidades disponíveis: atletismo, basquete, futsal, handebol, judô e vôlei. O programa será realizado em parceria com os municípios.

“A ligação entre esporte e educação será cada vez mais forte. Quantos talentos temos espalhados pelo Estado? Se dermos incentivo, eles vão aflorar. E essa turma vai fazer as bandeiras de São Paulo e do Brasil tremularem mais alto. Veremos medalhistas saindo do nosso programa e que vão inspirar outros jovens”, destacou Tarcísio de Freitas.

As ações serão divididas em três etapas. A primeira consiste na iniciação esportiva para alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental. Aqueles que se destacarem serão encaminhados a Centros de Formação Esportiva a partir do 6º ano. Posteriormente, poderão ser encaminhados para o treinamento de alto desempenho.

“O objetivo é formar atletas olímpicos e investir no esporte como política pública. Vamos trabalhar a sociedade e seu sentido de cidadania desde os primeiros anos da idade escolar”, afirmou a secretária de Esportes, coronel Helena Reis.

Calendário esportivo

O calendário oficial de competições da Secretaria de Esportes contará com 39 eventos, que serão sediados em diversos municípios do Interior. A primeira competição de grande porte serão os Jogos da Melhor Idade (JOMI), em São Bernardo do Campo, de 27 de março a 2 de abril.

Outros eventos de grande porte são os Jogos Escolares, nove Copas de diferentes modalidades esportivas, o Campeonato Estadual de Futebol Professor José Astolphi e os Jogos Regionais nas oito regiões esportivas. A grande disputa de 2023 será a dos Jogos Abertos do Interior Horácio Baby Barioni, que neste ano chega à 85ª edição.

O ex-mesatenista Hugo Hoyama acompanhou o lançamento do calendário e falou sobre a importância das competições estaduais para a formação de novos atletas de ponta. Ele relatou que disputou sua primeira edição de Jogos Abertos aos 13 anos. Posteriormente, participou de seis edições de Jogos Olímpicos, além de sete Jogos Pan-Americanos – ele é um dos maiores medalhistas brasileiros em Pans, com 15 medalhas, sendo 10 ouros, uma prata e quatro bronzes.

“Foi a partir da experiência nos Jogos Abertos que comecei a me preparar para os Jogos Pan-Americanos e para os Jogos Olímpicos. É uma competição importante para todos os atletas”, disse Hoyama. Também acompanharam o evento o secretário-chefe da Casa Civil, Arthur Lima; e o secretário de Educação, Renato Feder.

(Com informações de Governo do Estado de SP)

Assine nossa Newsletter

Mantenha-se informado das novidades da Igreja e do Mundo

Clique aqui para assinar!

Deixe um comentário