‘Voltemos para Deus de todo coração, pois nele encontramos vida e salvação’

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu, na capela de sua residência, a missa desta sexta-feira, 12, transmitida pela rádio 9 de Julho e pelas mídias digitais da Arquidiocese.

A Eucaristia foi celebrada nas intenções de todas a vítima da pandemia de COVID-19, recordando, de modo especial, o Arcebispo de Cascavel (PR), Dom Mauro Aparecido dos Santos, que morreu na noite desta quinta-feira, 11, aos 66 anos, após quase um mês hospitalizado com complicações da doença.

“Rezemos para que todos nós, com prudência e com solidariedade, saibamos cuidar das saúde uns dos outros”, afirmou Dom Odilo, no início da celebração.

Primeiro mandamento

Na homilia, o Cardeal destacou que a liturgia da Palavra do dia, continha a abordar o tema dos mandamentos, especialmente o primeiro: amar a Deus sobre todas as coisas.

No Evangelho, Jesus é questionado por um escriba sobre este mandamento. O Senhor, então, responde: “Ouve, ó Israel! O Senhor nosso Deus é o único Senhor. Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e com toda a tua força! O segundo mandamento é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo! Não existe outro mandamento maior do que estes”.

“Se nós amamos o Senhor todas as outras atitudes acompanham. Não podemos diminuir primeiro mandamento. Amá-lo, significa, em primeiro lugar, reconhecer que Deus é Deus e acolhê-lo”, acrescentou o Arcebispo.

Ouvir e adorar

Por outro lado, Dom Odilo ressaltou que o cumprimento deste mandamento também significa ouvir Deus, dar-lhe a devida atenção e obedecê-lo. “Que amor seria se não o obedecêssemos, nem levássemos em conta a sua vontade”, afirmou.

“Amar a Deus também significa adorá-lo. Adorar a Deus é o nosso reconhecimento maior de que somos criaturas e nos prostramos diante da sua grandeza, poder, autoridade, paternidade e misericórdia”, explicou o Cardeal.

A primeira leitura traz palavras incisivas de Deus por meio do profeta Oséias: “Volta, Israel, para o Senhor, teu Deus, porque estavas caído em teu pecado. Vós todos, encontrai palavras e voltai para o Senhor; dizei-lhe: ‘Livra-nos de todo o mal e aceita este bem que oferecemos; o fruto de nossos lábios”.

Ao comentar esse texto, Dom Odilo destacou que a exortação se iniciar com um convite à conversão dos que estavam caídos no pecado e acrescentou que todo o pecado é, na verdade, o não reconhecimento do primeiro mandamento, “quando, desprezando Deus, seus mandamentos, sua vontade, resolvemos fazer as coisas por conta própria”.

 “Voltemos para Deus de todo coração, para, assim, trilharmos os seus caminhos com alegria, pois neles encontramos a vida e a salvação”, concluiu o Arcebispo.

Novas restrições na pandemia

No fim da missa, Dom Odilo renovou o apelo para que sejam seguidas as recomendações das autoridades sanitárias para evitar a disseminação do novo coronavírus.

O Arcebispo comentou que foram anuncias pelo governo do estado de São Paulo novas restrições que também dizem respeito à realização de celebrações e atividades religiosas com a participação de fiéis pelas próximas duas semanas. Nesse sentido, Dom Odilo informou que esta tarde será emitido um comunicado da Arquidiocese às paróquias, no qual serão dadas as orientações.

“As igrejas permanecem abertas, será possível a visita e a oração pessoal. As missas serão transmitidas [pelos meios de comunicação e mídias digitais], para que as pessoas possam acompanhar de suas casas”, adiantou o Cardeal, lamentando que isso ocorra durante o tempo quaresmal, na proximidade da Solenidade de São José, na preparação da Páscoa.

“Mas estamos em um período complicado e precisamos priorizar o cuidado da saúde e salvar vidas. Peçamos a Deus que nos ajude e nos dê forças e nos assista a todos neste tempo. Não deixemos a caridade, os pobres, doentes abandonados”, continuou o Arcebispo, reforçando que as ações de solidariedade promovidas pelas paróquias continuarão, e renovou o apelo para que as pessoas colaborem, sobretudo, com a doação de alimentos nas igrejas.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter