Após dois anos, Via-Sacra volta ao Coliseu recordando as famílias

Após dois anos, Via-Sacra volta ao Coliseu recordando as famílias, Jornal O São Paulo
Vatican Media

A tradicional celebração da Via-Sacra, neste ano escrita por pessoas de diferentes núcleos familiares, volta a ser organizada no Coliseu, no centro histórico de Roma, depois de dois anos sendo realizada na Praça São Pedro, por causa da pandemia.

A escolha do Papa Francisco de entregar as meditações da Via-Sacra a representantes de diferentes famílias remete ao ano “Amoris laetitia”, dedicado à família. Em especial, destacam-se pessoas russas e ucranianas, que em sinal de unidade e paz rezarão juntas.

Entre os que vão carregar a cruz nas 14 estações da Via-Sacra estão desde jovens esposos a famílias de migrantes, uma viúva com filhos, famílias com membros doentes, deficientes ou adotivos, além de idosos e casais sem filhos, por exemplo. São pessoas que representam a dor e a esperança das famílias de hoje, à imagem da Paixão de Cristo.

“[Cristo], que escolheu viver em uma família, olha com bondade as nossas famílias: atende as orações, escuta as lamentações, bendiz os propósitos, acompanha o caminho, sustenta as incertezas, consola os afetos feridos, infunde a coragem de amar, concede a graça do perdão, torna-as abertas às necessidades dos outros”, diz a oração inicial.

Deixe um comentário