Francisco recorda a generosidade dos Doadores de sangue

Francisco durante o Angelus deste domingo agradeceu àqueles que garantem vida doando sangue. Ele o fez por ocasião do Dia Mundial do Doador de Sangue, que é celebrado a cada 14 de junho

Reprodução da internet

Neste dia 14 de junho comemora-se o Dia Mundial do Doador de Sangue. Em suas palavras após a oração mariana deste domingo 13 de junho, o Papa Francisco recordou a data com um pensamento a todos aqueles que tornam possível este dom de vida:

Agradeço de coração aos voluntários e os encorajo a continuarem seu trabalho, testemunhando os valores da generosidade e da gratuidade. Muito obrigado, muito obrigado!

O sangue e as transfusões salvam milhões de vidas e melhoram a saúde de muitos pacientes. Mesmo durante a pandemia, a rede de solidariedade não parou. É importante fazer crescer no mundo a consciência sobre a importância das doações regulares e por esta razão se celebra em 14 de junho, o Dia Mundial do Doador de Sangue.

A Organização Mundial da Saúde escolheu a Itália este ano para sediar o evento global no Auditório Parco della Musica, em Roma. Neste dia 14 de junho, o programa inclui a inauguração da Aldeia Virtual dos Doadores. Às 21 horas, o Coliseu será iluminado de vermelho. O slogan escolhido para 2021, “Doe sangue e faça pulsar o mundo”, é um apelo dirigido especialmente aos jovens.

Doar sangue e fazer o pulsar o mundo

Em vista do Dia Mundial do Doador, o secretário-geral da Organização Mundial da Saúde, OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus recordou que “os jovens sofreram imensamente durante esta pandemia, mas demonstraram uma incrível resiliência e capacidade de adaptação. Muitos doadores de sangue em todo o mundo”, acrescentou, “são jovens e é o momento de reconhecer sua incrível contribuição para a saúde de suas respectivas comunidades”. Ao doar sangue, vidas são salvas”. Em 2020, havia 1.626.506 doadores na Itália, uma redução de 3,4% em relação a 2019, enquanto se registraram 355.174 novos doadores. Cada doador, em média, fez 1,8 doações por ano.

No Brasil

Para incentivar a doação voluntária e regular de sangue, o Ministério da Saúde do Brasil realizou no dia 23 de março último, o dia D da campanha “Meu Sangue Brasileiro”. Até agora, não houve desabastecimento no país, mas, em 2020, por causa da pandemia de covid-19, houve queda no número de doações de aproximadamente 20%. 

A reposição frequente dos estoques de sangue é necessária para tratar anemias crônicas, cirurgias de urgência, acidentes que causam hemorragias, complicações da dengue, febre amarela, tratamento de câncer e outras doenças graves.

Um ato simples, mas muito importante

O Dia Mundial do Doador de Sangue foi estabelecido em 2005 pela Organização Mundial da Saúde no dia do nascimento de Karl Landsteiner, um cientista ganhador do Prêmio Nobel que descobriu os três grupos sanguíneos A – B – 0. Este aniversário é também uma ocasião preciosa. O Papa Francisco o recordou em 14 de junho de 2020, após a recitação mariana do Angelus:

“Esta é uma ocasião para estimular a sociedade a ser solidária e sensível às pessoas necessitadas. Manifesto meu apreço a todos aqueles que realizam este ato simples, mas muito importante de ajuda ao próximo: doar sangue.

(Com informações de Vatican News)

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter