Funcionários do Vaticano doam salários para as vítimas do novo coronavírus

O Cardeal Konrad Krajewski, atual Esmoleiro Apostólico, elogiou funcionários do Vaticano por terem respondido ao seu pedido por doações ao que sofrem durante a pandemia do novo coronavírus.

O Prelado disse à Catholic News Agency, na quarta-feira, 13, que alguns funcionários doaram o equivalente a um mês de salário, enquanto outros doaram o equivalente a dois meses de salário. “Foi uma grande resposta. Ela excedeu todas as nossas expectativa”, afirmou o Cardeal.

Praça São Pedro vazia devido ao novo coronavírus (Vatican Media)

O Esmoleiro Apostólico escreveu, no dia 6 de abril, a todos os cardeais, arcebispos, bispos e outros clérigos, convidando-os a demonstrarem solidariedade aos que estavam sofrendo pela pandemia através de uma oferta em dinheiro. Dessa forma, eles “se uniriam intimamente e de uma maneira especial ao Pontífice, Bispo de Roma, que preside a comunhão universal da caridade”, afirmou o Cardeal em sua carta. O dinheiro doado teria o destino desejado pelo Santo Padre.

Apesar de a carta se dirigir a clérigos, leigos funcionários do Vaticano se prontificaram a ajudar, entre eles um grupo de policiais.

O dinheiro arrecado foi destinado a pobres do mundo todo. Especificamente, o Cardeal mencionou o exemplos de necessitados da Romênia que foram ajudados e de respiradores que foram enviados à Zâmbia.

(Com informações de Catholic News Agency)

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter