O Papa aos jovens de Taizé: que o Espírito os torne criativos para enfrentar os desafios de hoje

A partir desta quarta-feira (28/12), o 45º Encontro que reune jovens de toda a Europa para um momento de partilha, oração e fraternidade entre jovens de diferentes Igrejas, línguas e nacionalidades. No centro dos dias está a oração, fundamento para o compromisso por um mundo de paz e justiça. Aos participantes, o Papa Francisco enviou uma mensagem de encorajamento, proximidade espiritual e afeto.

O Papa aos jovens de Taizé: que o Espírito os torne criativos para enfrentar os desafios de hoje, Jornal O São Paulo
Logotipo do Encontro de Taizé em Rostock

De 28 de dezembro a 1º de janeiro de 2023, será realizado em Rostock, Alemanha, o Encontro anual de final de ano europeu organizado pela Comunidade de Taizé. Aos participantes deste 45º encontro, cujo tema é “Vida interior e solidariedade”, numerosas autoridades eclesiais e políticas enviaram mensagens de felicitações e aos jovens não faltaram também as palavras de encorajamento do Papa Francisco. “Sua Santidade deseja expressar-lhes sua proximidade espiritual e afeto”, escreveu o cardeal Edgar Peña Parra, substituto para os Assuntos Gerais na Secretaria de Estado da Santa Sé. É muito bom que, após os anos de pandemia, possamos nos encontrar novamente, o que é um belo sinal de esperança”.

A fé leva à confiança em Deus e não ao desespero da humanidade

O arcebispo venezuelano observa que, no entanto, hoje o mundo enfrenta novos desafios e, em particular, o retorno da guerra no coração da Europa. E isto preocupa e questiona qual pode ser a contribuição de cada pessoa para a construção da paz e da fraternidade. Diante do mal, escreve dom Peña Parra, o tema que vocês enfrentam neste encontro “os levará a optar pela confiança em Deus, sem desespero da humanidade”. E, continua, “o Papa só pode encorajá-los nesta opção. De fato, é através da oração, da vida interior, da relação pessoal com o Senhor que a esperança permanece viva e que a confiança n´Ele é constantemente renovada. E é praticando a solidariedade humana, forte desta presença do Senhor dentro de vocês, que vocês sentirão o quanto Deus pode agir através de vocês para mudar o mundo”.

O Papa aos jovens de Taizé: que o Espírito os torne criativos para enfrentar os desafios de hoje, Jornal O São Paulo
Comunidade de Taizé – Foto arquivo

Criatividade na escuta do Espírito

O substituto lembra que Deus também chama os jovens à criatividade para “resistir ao medo que paralisa”, e promete seu Espírito graças ao qual “vocês poderão dizer ‘não’ às injustiças em todas as suas formas, permitindo que o ‘sim’ amadureça em vocês e que lhes permitirá buscar juntos respostas para os desafios de nosso tempo”. Este é o significado do caminho sinodal desejado pelo Papa para toda a Igreja. “O Papa”, escreve Peña Parra, “os encoraja a ocuparem seus lugares de direito neste processo e os convida a rezarem por esta intenção”. Aos jovens, finalmente, Francisco concede sua Bênção Apostólica.

Bartolomeu: uma autêntica experiência de unidade em Rostock

“A experiência oferecida a vocês durante estes dias toca o próprio fundamento do cristianismo”, escreve o Patriarca Ecumênico Bartolomeu em sua mensagem. Na verdade, continua, “mesmo que nossas Igrejas ainda não estejam prontas para se encontrar em torno do mesmo cálice, os momentos de partilha, as oportunidades de intercâmbio, a realidade de seu ‘estar juntos’ são a manifestação tangível de uma autêntica experiência de comunhão”. A fé, escreve Bartolomeu, é frequentemente testada pelos acontecimentos da humanidade, mas “nosso caminho é claro”, é seguir “a verdade revelada pelo Cristo encarnado que deu sua vida pela vida do mundo”. O Patriarca de Constantinopla insiste na busca da unidade entre os cristãos, “um testemunho ao qual estamos vinculados por um compromisso irreversível” e convida os jovens a compreenderem a relevância sempre renovada deste mandamento. “Em cada um de vocês”, conclui o Patriarca, “resplandeça a graça da unidade e da paz, e essa seja portadora da esperança que sustenta a vida da Igreja”.

O Papa aos jovens de Taizé: que o Espírito os torne criativos para enfrentar os desafios de hoje, Jornal O São Paulo
Foto da comunidade de Taizé – arquivo

Da Federação Luterana: rezemos por uma paz justa

Aos participantes do Encontro promovido pela Comunidade de Taizé, a secretária-geral, Rev Anne Burkhardt, envia saudações em nome da Federação Luterana Mundial. “O plano de Deus para nosso mundo é um plano de reconciliação e paz (…) lê-se em sua mensagem. A realidade da guerra mais uma vez ameaça a Europa. Rezemos por uma paz justa na Ucrânia, e rezemos também por uma paz justa em tantos outros lugares de nosso planeta. Rezemos também pela paz com nosso planeta, a própria Terra”. E conclui: “Que Deus os abençoe para que vocês também possam ser uma bênção para os outros”.

Guterres: obrigado por seu compromisso

Finalmente para o secretário geral das Nações Unidas, António Guterres, “a comunidade de Taizé representa um farol de esperança, paz e compaixão para incontáveis pessoas no mundo inteiro”. Guterres lembra as principais questões que afligem nosso tempo, destacando que foram os jovens que por primeiro levantaram o alarme sobre a mudança climática. “Obrigado por seu compromisso com a paz, o desenvolvimento sustentável e os direitos humanos em todo o mundo”, escreve ele, prometendo o compromisso da ONU de estar ao lado deles “no esforço comum de construir um mundo mais justo, sustentável e inclusivo para todos”.

Fonte: Vatican News

Deixe um comentário