Patriarca caldeu divulga “Oração pela visita do Papa” ao Iraque

A viagem do Papa Francisco ao Iraque, a convite das autoridades civis e da Igreja católica local, foi anunciada oficialmente e deverá realizar-se de 5 a 8 de março de 2021. Mas deve-se ter em mente que o início da crise pandêmica da Covid-19 já forçou o adiamento para uma data ainda não definida de outras visitas apostólicas que o Papa pretendia fazer durante o ano passado, como a Malta e Gozo, inicialmente agendada para 31 de maio de 2020

Vatican Media

A partir de domingo, 17 de janeiro, os cristãos caldeus são convidados a recitar juntos uma oração composta pelo patriarca de Babilônia dos Caldeus, no Iraque, cardeal Louis Raphaël I Sako, para pedir ao Senhor Todo-Poderoso que torne possível a anunciada visita do Papa Francisco ao País do Golfo, no Oriente Médio.

A oração, cujo texto foi divulgado pelos canais oficiais do Patriarcado caldeu, pede ao “Senhor nosso Deus” que conceda ao Papa Francisco “saúde e condições de segurança, para que possa realizar com bom êxito esta tão esperada visita”.

Oração também pelas intenções do Papa Francisco

A oração também invoca a bênção divina sobre as intenções do Papa “para promover o diálogo e a reconciliação fraterna, para aumentar a confiança, consolidar os valores da paz e afirmar a dignidade humana, especialmente para nós iraquianos, testemunhas de eventos dolorosos que incidiram sobre nossas vidas”.

“Senhor, nosso criador – continua a oração -, iluminai nossos corações com a vossa luz, para que possamos ver e reconhecer onde estão a bondade e a paz, e começar a realizá-las.”

A súplica se conclui pedindo a intercessão da “Virgem Maria, nossa Mãe”, e confiando a seus cuidados maternos “a visita do Papa Francisco, a fim de que o Senhor nos conceda a graça de viver em plena comunhão nacional, cooperando fraternalmente para construir um futuro melhor para nosso país e seus cidadãos. Amém”.

Pandemia já levou a adiamento de outras visitas apostólicas

A viagem do Papa Francisco ao Iraque, a convite das autoridades civis e da Igreja católica local, foi anunciada oficialmente e deverá realizar-se de 5 a 8 de março de 2021. Mas deve-se ter em mente que o início da crise pandêmica da Covid-19 já forçou o adiamento para uma data ainda não definida de outras visitas apostólicas que o Papa pretendia fazer durante o ano passado, como a Malta e Gozo, inicialmente agendada para 31 de maio de 2020.

(Com informações de Vatican News)                   

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter