Aparecida acolhe congresso de serviço pró-vida de ajuda a gestantes em crise

Aparecida acolhe congresso de serviço pró-vida de ajuda a gestantes em crise, Jornal O São Paulo
Reprodução da internet

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano de São Paulo, presidiu na quinta-feira, 28, no Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, uma missa com os membros do Congresso Latino-Americano do Centro de Ajuda à Mulher (CAM). A Eucaristia foi concelebrada por Dom Jorge Pierozan, Bispo Auxiliar de São Paulo e referencial arquidiocesano para a Vida e a Família; e Dom Adilson Pedro Busin, Bispo Auxiliar de Porto Alegre (RS).

Fundado no México, em 1989, o CAM é fruto de uma iniciativa de Jorge Serrano, presidente do Comitê Pró-Vida local, quando percebeu a necessidade de ajudar não só na parte preventiva, mas também na assistência às mulheres que estavam em crise devido à gravidez indesejada.

Esse serviço busca identificar e auxiliar gestantes em crise, com intenção de abortar. Por meio dos agentes, orienta às mulheres sobre os riscos dos procedimentos alternativos para interromper a gravidez. O CAM oferece, ainda, à gestante que deseja manter gravidez, orientação pessoal, familiar e espiritual. São acompanhamentos individuais, como auxílio nas despesas, testes de gravidez, ultrassom, enxoval. Em alguns, após o nascimento do bebê, realizam o encaminhamento a Casas de Acolhimento, à adoção, e acompanhamento médico e psicológico.

PESCADORES DE Vidas

Na homilia, Dom Odilo agradeceu os agentes do CAM pelo “trabalho bonito e importante, de salvar vidas inocentes, de ajudar mulheres em dificuldades”. “Posso imaginar o quanto uma mulher deve sofrer em uma situação de maternidade difícil, indesejada, que precisa de ajuda. Quantas mulheres vocês conseguiram ajudar... quantas vidas conseguiram salvar”, ressaltou o Cardeal.

Recordando o Evangelho do dia – no qual Jesus compara o Reino dos Céus a uma rede lançada ao mar, que apanha peixes de todo o tipo –, o Arcebispo afirmou aos agentes do CAM: Vocês são como os pescadores do Evangelho, que constantemente estão passando a rede. E isso não é inútil, pois a rede apanha peixes. Vocês são testemunhas de que, no final, vale a pena o trabalho, vale a pena persistir no que vocês fazem, mesmo que nem todos falem bem, vocês estão fazendo um trabalho de altíssimo valor perante Deus e a humanidade”.

O Cardeal encorajou os membros do CAM a continuarem a missão, que nem sempre é compreendida pela sociedade, por nadarem contracorrente na defesa e proteção das duas vidas, da mulher gestante e dos bebês em seus ventres. “Eu tenho certeza de que cada vida salva, cada mulher que vocês conseguiram ajudar é muito em muito a agradecer. Continuem a ser esses pescadores que, mesmo no meio do mar agitado, continuem a lançar as redes”, concluiu.  

Para saber como implantar o CAM, entre em contato com diretoria nacional do serviço pelo e-mail: cambrasildirecaonacional@gmail.com.

Deixe um comentário