Celam expressa proximidade e solidariedade ao Brasil diante da ‘gravíssima situação’ da pandemia

Em carta, bispos latinos-americanos fazem menção ao fato de o País ter ultrapassado a marca de 300 mil mortos em decorrência da COVID-19

A Presidência do Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) enviou na sexta-feira, 26, carta a Dom Walmor Oliveira de Azevedo, Presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), na qual expressa “a profunda preocupação da Igreja pelo povo brasileiro, dada a gravíssima situação sofrida pelo desastroso impacto da pandemia de COVID-19, especialmente nas últimas semanas”.

Os bispos fazem menção ao fato de o Brasil já ter ultrapassado a marca de 300 mil mortos com a doença e ter nos últimos dias chegado a registros de 3 mil mortes em 24 horas.

A Presidência do CELAM destaca que são os mais pobres que “sofrem rigorosamente as consequências de um sistema de saúde que não chega” e que  “a ausência de políticas e apoios públicos que favoreçam o cuidado e a defesa da vida” agravou os efeitos da pandemia “castigando os grupos mais vulneráveis, quando cresce o número de pacientes que morrem por falta de saúde”.

A carta, cuja íntegra pode ser lida abaixo, é assinada por Dom Miguel Cabrejos Vidarte, Presidente do Celam; e os Cardeais Odilo Pedro Scherer e Leopoldo Brenes Solórzano, primeiro e segundo vice-presidentes do Conselho Episcopal, respectivamente, bem como por Dom Rogelio Cabrera, Presidente do Conselho para Assuntos Econômicos do Celam, e Dom Jorge Eduardo Lozano, Secretário-Geral da Organização Latino-Americana e Caribenha.

Fonte: Celam

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter