COVID-19: Brasil tem o 5º dia de queda na média móvel de mortes

Desde domingo, o indicador está em queda. Nas últimas 24 horas, a COVID-19 ceifou 2.070 vidas, de acordo com o consórcio de veículos de imprensa

Leitos de UTI para pacientes com COVID-19 na cidade catarinense de Jaraguá do Sul (foto: Prefeitura de Jaraguá do Sul)

O Brasil chegou nesta quinta-feira, 22, ao acumulado de 383.757 pessoas em decorrência de complicações da COVID-19 desde o início da pandemia.  Nas últimas 24 horas, de acordo com o consórcio dos veículos de imprensa, foram 2.070 vítimas da doença. No mesmo período, foram confirmados 50.023 novos casos, levando ao total de 14.172.139 que já tiveram ou estão com a doença.

Em relação à média móvel, este é o quinto dia de queda neste indicador, que hoje chegou a 2.543 óbitos/dias. Desde o último domingo, os números têm decrescido: naquele dia, a média móvel estava em 2.878; na segunda-feira passou para 2.860; na terça-feira para 2.830 e ontem chegou a 2.787.

O indicador registrado hoje é 13% menor do que o aferido há 14 dias, o que indica a estabilidade no número de óbitos.

Os números apresentados pelo Ministério da Saúde são diferentes, mas também sinalizam para uma redução do ritmo de propagação da doença no país e de novos óbitos diários: em 24 horas, a pasta contabilizou 2.027 mortes por COVID-19 e 45.178 casos, levando a 383.502 vítimas fatais e 14.167.973 já diagnosticada.

Em relação à vacinação, de acordo com os veículos de imprensa, 27.945.152 pessoas já receberam 1a dose de vacina, cerca de 13,20% população. Já a 2a dose foi  aplicada em 11.338.366 pessoas (5,35% dos habitantes do País).

SP tem 81,4% de ocupações em UTIs

O Estado de São Paulo registrou nesta quinta-feira, 22,  o acumulado de 90.810 mortes por COVID-19 e 2.793.750 casos da doença desde o início da pandemia. Entre os infectados, 2.436.590 estão recuperados e, desse total, 285.036 estiveram internados e receberam alta hospitalar.

Atualmente, estão internados no estado 23.031 pacientes internados, sendo 10.826 em unidades de terapia intensiva e 12.205 em enfermarias.

A taxa de ocupação dos leitos de UTI no estado é de 81,4% e na Grande São Paulo é de 79,4%.

Fontes: G1, Ministério da Saúde e governo do Estado de São Paulo

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter