Em novo recorde, Brasil registra 3.780 mortes por COVID-19 nas últimas 24 horas

De acordo com dados do Ministério da Saúde, país atingiu a marca de 317.646 vidas perdidas pelo novo coronavírus

(Foto: Governo do Estado de Rondônia/Arquivo)

O Brasil bateu nesta terça-feira, 30, novo recorde de mortes diárias por COVID-19. Nas últimas 24 horas, foram registrados 3.780 óbitos pela doença, de acordo com o levantamento do Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass) e do Ministério da Saúde. Ao todo, foram confirmados 317.646 óbitos em decorrência da doença no país.

Também foram adicionados mais 84.494 casos, totalizando 12.658.109 desde o início da pandemia. Os dados do Ministério informam, ainda, que, até o momento, foram registrados cerca de 11 milhões de pessoas recuperadas da doença e 1,2 milhão em acompanhamento no país.

O consórcio dos veículos de imprensa, que reúne dados das secretarias estaduais de saúde também indica um novo recorde ao contabilizar 3.668 mortes, totalizando 317.936 óbitos no Brasil. Com isso, a média móvel de mortes no país nos últimos 7 dias chegou a 2.728, nova pior marca no índice pelo 5º dia consecutivo.

A média móvel permite aferir de modo eficaz a evolução da pandemia, uma vez que é obtida pela soma de óbitos dos últimos sete dias, dividida por sete, evitando distorções interpretativas quanto à alta ou à baixa do número de casos no comparativo de um dia para outro, o que pode ocorrer por problemas nos registros de dados. Por isso, há diferenças entre os dados do Ministério da Saúde e do consórcio dos veículos de imprensa.

Vacinação

Balanço da vacinação contra Covid-19 desta terça-feira aponta que 16.926.552 pessoas já receberam a primeira dose de vacina contra a COVID-19, segundo dados divulgados até as 20h. O número representa 7,99% da população brasileira.

A segunda dose já foi aplicada em 4.944.640 pessoas (2,34% da população do país) em todos os estados e no Distrito Federal. No total, 21.871.192 doses foram aplicadas em todo o país.

Em São Paulo

Nesta terça, São Paulo bateu pela 4ª vez o recorde de registros de mortes por COVID-19 em um único dia. Foram 1.209 óbitos registrados nas últimas 24 horas. Com isso, o estado chega a mais de 73 mil vidas perdidas desde o início da pandemia, e mais de 2,4 milhões de casos confirmados.

Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, São Paulo registrou 3.001 novas internações só na segunda-feira, 29. Em todo o estado, mais de 1.500 pessoas com COVID-19 ou suspeita da doença esperam na fila por um leito de UTI. Só na capital, ao menos 606 pessoas estão à espera de um leito de terapia intensiva.

Taxa de isolamento no ‘feriadão’

Em entrevista coletiva realizada nesta terça-feira, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, afirmou que a antecipação dos feriados na capital paulista, que criou no município um período de dez dias seguidos sem dias úteis, iniciados na última sexta-feira, 26, está fazendo com que o isolamento social na cidade aumente. Segundo o prefeito, apesar de “ser muito cedo ainda para poder colher os resultados desse grande feriado”, a decisão está se mostrando acertada.

Pelo Sistema de Monitoramento Inteligente (Simi) do governo do estado de São Paulo, o isolamento social na cidade de São Paulo não apresentou melhora desde o início dos feriados antecipados, em comparação com a semana anterior.

Na sexta-feira, o Simi apontou isolamento na capital paulista de 42% da população, resultado igual ao da sexta-feira anterior, dia 19. No sábado, 27, o isolamento foi de 45%, ante 46% do sábado anterior, 20. No domingo, 28, foi de 50%, ante 51% do domingo anterior, 21. E ontem, 29, o isolamento foi de 44%, ante 42% da segunda- anterior, 22.

(Com informações de Agência Brasil, G1 e Ministério da Saúde)

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter