Em sessão solene, Regional Sul 1 da CNBB recebe a mais alta honraria da Assembleia Legislativa de SP

Foto: Marianna Bonaccini 

Na sexta-feira, 26, aconteceu na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), a sessão solene com a finalidade de outorgar o ‘Colar de Honra ao Mérito Legislativo’ ao Regional Sul 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

O Regional Sul 1 da CNBB é composto por 6 arquidioceses, 36 dioceses e 6 regiões episcopais, divididas por 7 sub-regiões pastorais: Aparecida, Botucatu, Campinas, Ribeirão Preto I e II, São Paulo e Sorocaba.

Dom Pedro Luiz Stringhini, Bispo de Mogi das Cruzes e presidente do Regional Sul 1 da CNBB, foi quem recebeu a honraria em nome da CNBB. “É com muita emoção que participo deste evento. Gostaria de aproveitar para agradecer também ao presidente Carlão Pignatari que, há um mês atrás, saiu do interior para discursar nesta tribuna, após o envio da carta do presidente nacional da CNBB”, disse.

A carta foi enviada após ofensas proferidas pelo deputado Frederico d’Ávila (PSL) à Conferência Nacional dos Bispos no Brasil. Na ocasião, o presidente da Alesp, deputado Carlão Pignatari leu o pronunciamento do presidente nacional da CNBB, Dom Walmor Oliveira de Azevedo, e repudiou os comentários do parlamentar.

O presidente da Comissão Arns, José Carlos Dias, ressaltou na sessão a importância da conferência e manifestou apoio. “Nós da Arns fazemos questão de mostrar o nosso apreço e apoio irrestrito ao trabalho que a CNBB vem fazendo pelo bem do nosso país”, afirmou.

O ex-deputado Padre Afonso Lobato (PV) também participou do evento e manifestou sua opinião sobre as ofensas. “Foi desta tribuna que a CNBB foi ofendida, de maneira inconsequente e agressiva, mas também é desta tribuna que a igreja católica vem mostrar a sua prática, que é defender os pobres. Ela é a voz desse Brasil que clama por justiça, igualdade social e por respeito”, disse.

O deputado André do Prado (PL) foi o organizador do evento e concordou com Lobato. Para ele, é exatamente por isso que a sessão solene aconteceu. “Quando a igreja católica for ofendida, nós estaremos aqui para enfrentar com justiça por tudo que ela representa ao povo brasileiro”, afirmou o parlamentar.

Já o deputado Emídio de Souza (PT) discursou reafirmando a importância do evento e repudiando os ataques contra a igreja. “Essa tribuna foi usada indevidamente para propagar ódio e intolerância religiosa. É bom o Brasil inteiro saber que não vamos nos silenciar, por isso eu reitero a importância desta sessão solene.”

Assista a sessão na íntegra:

(Com informações de Assembleia Legislativa de São Paulo)

Deixe um comentário