Monsenhor Algacir Munhak é ordenado bispo

Ele tomará posse na Diocese de São Miguel Paulista em 8 de janeiro de 2023, às 15h, na Catedral de São Miguel Arcanjo

DOM.ALGACIR.ORDENACAO
Fotos: Daniel Reis, Pascom Diocesana

Na manhã do sábado, 17, em Cascavel (PR), na Paróquia São Cristovão, o bispo eleito de São Miguel Paulista, Monsenhor Algacir Munhak, CS, recebeu a ordenação episcopal em solene celebração eucarística presidida pelo Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo. Foram bispos co-ordenantes Dom Alessandro Ruffinoni, CS, Bispo Emérito de Caxias do Sul (RS) e Dom Adilson Pedro Busin, CS, Bispo Auxiliar de Porto Alegre (RS). Diversos outros bispos se fizeram presentes na celebração, que também contou com a participação do clero local e de uma quantidade significativa de presbíteros da Diocese de São Miguel Paulista.

DOM.ALGACIR.ORDENACAO2

Na homilia, Dom Odilo, citando Santo Agostinho, recordou ao Monsenhor Algacir que o ministério episcopal é um serviço de amor. “O que Jesus pede dos pastores é que O amemos e, amando-O, amemos a Igreja, comunidade dos seus irmãos. […] Quando é pesado e, muitas vezes, quando precisamos tomar decisões difíceis, que desagradam, seja sempre nessa linha do ofício de amor que, às vezes, nos requer decisões pesadas, nem sempre compreendidas, mas por amor, sim, de Jesus, do santo povo de Deus”.

O rito de ordenação episcopal teve início após a proclamação do Evangelho, com a invocação do Espírito Santo. Após a homilia, o Monsenhor Algacir foi interrogado por Dom Odilo quanto à sua fé e sua futura missão, manifestando os seus propósitos, dentre os quais, o de desempenhar a missão até a morte, anunciar o Evangelho com fidelidade, conservar a tradição recebida dos apóstolos, a comunhão com o colégio episcopal e obediência ao Papa.

Na sequência, o Bispo Eleito prostrou-se diante do altar, enquanto foi invocada por toda a assembleia a Ladainha de Todos os Santos. O momento central do rito foi a imposição das mãos dos ordenantes sobre a cabeça do eleito, seguida na prece de ordenação. Seguiu-se à unção do óleo do Crisma na cabeça do ordenando, e o recebimento do livro dos Evangelhos e das insígnias episcopais: o anel, símbolo da fidelidade à Igreja; a mitra, sinal da santidade da Igreja; e o báculo, sinal do serviço pastoral e cuidado do rebanho.

Ao final da celebração, Dom Algacir recebeu diversas homenagens, dentre as quais foi lida a mensagem enviada por Dom Manuel Parrado Carral, Administrador Apostólico de São Miguel Paulista que, por questões de saúde, não esteve presente fisicamente na ordenação.

Em seus agradecimentos, Dom Algacir recordou brevemente a sua caminhada vocacional, destacando a sua alegria pela confiança depositada nele pelo Papa Francisco, que lhe confiou a Diocese de São Miguel Paulista – já que Dom Algacir tem uma devoção especial por São Miguel Arcanjo. Ele também fez memória do seu pai e, sobretudo, agradeceu a sua mãe, por toda a formação cristã que lhe dera e por continuar a ser referência pessoal de vida para ele.

BIOGRAFIA DE DOM ALGACIR MUNHAK, CS

DOM.ALGACIR.ORDENACAO3

Dom Algacir Munhak nasceu em São João D´Oeste, distrito do município de Cascavel (PR), no dia 19 de abril de 1966. É o quinto filho de Albino Munhak (in memorian) e Joana Kroprochinski Munhak, tendo como irmãos Alésio, Otilindes, Marli, Geneci e Marislei. Em dezembro de 1979, fez o estágio vocacional em São Miguel do Iguaçu (PR), para, depois, ingressar no Seminário São Rafael, em Casca (RS), no dia 3 de março de 1980, na Congregação dos Missionários de São Carlos, Scalabrinianos.

Cursou o Ensino Médio no Seminário São Carlos de Guaporé (RS). O noviciado foi em Sarandi (RS), nos anos de 1985 e 1986. A formação contou ainda com um período de estágio pastoral e magistério, até o ano de 1988. Nos anos seguintes (1989-1991), fez o curso de Filosofia, em Passo Fundo (RS). Mais tarde, obteve a Licenciatura em Filosofia junto à Universidade de Passo Fundo (UPF). Em 1992, foi enviado para o Instituto Teológico Scalabriniano de Roma, onde obteve o Bacharelado em Teologia junto à Pontifícia Universidade Angelicum (1992-1995) e o Mestrado em Teologia Bíblica junto à Pontifícia Universidade Gregoriana (1996-1998).

Os Votos Perpétuos na Congregação dos Scalabrinianos foram professados no dia 4 de novembro de 1995. A ordenação diaconal foi no dia 8 de dezembro do mesmo ano, em Roma. No dia 17 de agosto de 1996, recebeu a ordenação sacerdotal na paróquia São Cristóvão, de Cascavel, por imposição das mãos de dom Jacyr Francisco Braido, à época, bispo de Santos (SP).

Como padre, desempenhou seu ministério sacerdotal na função de Capelão da Comunidade Brasileira de Roma, de 1996 até 1998. Destinado ao Brasil, foi diretor espiritual nos Seminários Menores de Sarandi (1988) e de Passo Fundo (1999). Foi reitor do Propedêutico São Rafael, em Porto Alegre (2000-2001). Neste período, foi eleito Conselheiro da Província São Pedro e, em 2001, delegado ao Capítulo Geral da Congregação. De 2001 a 2004, foi reitor do Seminário de Filosofia de Passo Fundo, e entre os anos de 2005 e 2006, reitor do Seminário Nossa Senhora de Caacupé, em Ciudad del Este, Paraguai.

Também fora do Brasil, atuou como vice-preisdente do Instituto Católico Chileno de Migração, organismo da Conferência Episcopal do Chile para as Migrações (2006-2010). No mesmo período, participou como membro do Setor da Pastoral da Mobilidade Humana do Celam, em Bogotá, e ajudava pastoralmente como Vigário da Paróquia Nossa Senhora de Pompéia, de Santiago.

Em 2010, foi eleito Superior Provincial da Província São José, com Sede em Buenos Aires, Argentina, onde atuou até 2013. Com a unificação das Províncias Scalabrinianas com Sede na América do Sul, formando uma Região, foi eleito conselheiro (2013-2016) e ecônomo regional (2016-2019). Em 2019, foi eleito Superior Provincial da Região Nossa Senhora Mãe dos Migrantes (Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Paraguai, Peru e Uruguai) e reconfirmado no cargo no dia 1º de junho de 2022.

No dia 21 de setembro deste ano, o Papa Francisco o nomeou como terceiro bispo diocesano de São Miguel Paulista, cuja posse está marcada para o dia 8 de janeiro de 2023, às 15h, na Catedral de São Miguel Arcanjo.

Fonte: Diocese São Miguel Paulista

Leia mais
Arcebispo Greco-Ortodoxo visita o Brasil e estreita diálogo com a Igreja Católica

Deixe um comentário