Participantes falam sobre suas expectativas para o Mutirão de Comunicação

CNBB

Nos próximos dias 23 e 24 de julho acontece o Mutirão de Comunicação, maior evento de comunicação eclesial do país. Em sua 12ª edição, de forma totalmente online, o evento conta com mais de 5 mil inscritos, em 6 conferências, apresentações culturais, reflexões e diálogos. A temática principal será “Por uma comunicação integral: o humano nos novos ecossistemas”.

O portal da CNBB conversou com alguns inscritos no evento para saber sobre suas expectativas. Everton Barbosa, assessor de comunicação da Arquidiocese de Maringá (PR) e apresentador do programa Bispos do Brasil, pela TV Evangelizar, participou do último Mutirão em Goiânia (GO), ainda presencial. Ele contou que a expectativa para este é diferente:

“Surge uma alegria em nosso coração ao poder ver o rosto de tantos amigos comunicadores deste Brasil. Por outro lado, também há um sentimento ainda não trabalhado, que é difícil descrever. Um misto de tristeza pela perda de tantos amigos comunicadores, por causa da Covid-19, mas de esperança por uma comunicação renovada, a partir da verdadeira solidariedade. Será um momento marcante, de profunda reflexão por uma comunicação humanizada. O Muticom nos dá esperança”, disse.

Padre Luís Modino, jornalista no regional Norte 1 da CNBB, disse que é a primeira vez que irá participar do Mutirão. Para ele, o evento é muito importante na comunicação da Igreja. “Comunicar é algo que a Igreja não pode deixar de lado, pois na medida em que comunicamos anunciamos a notícia, e nós como discípulos de Jesus Cristo, somos chamados a anunciar a boa notícia do Evangelho”, disse.

“Quando a gente faz uma boa comunicação, estamos fazendo uma boa evangelização. Também tomar consciência de que comunicamos em nome da Igreja e por isso caminhar com a CNBB e com a Comissão para a Comunicação é uma atitude que nos ajuda a viver essa comunhão e a estabelecer redes e comunidades que fazem com que aquilo que acontece nos diferentes lugares do Brasil seja espalhado e possa ajudar a construir uma Igreja onde todos sejamos protagonistas, e possa ser vivida a sinodalidade e comunhão que devem estar presentes em nossa caminhada”, finalizou.

Apesar de já ter participado de outros eventos regionais e nacionais de comunicação, esta será a primeira experiência da Thalia Gonçalves, jornalista na arquidiocese de Mariana (MG), no Mutirão de Comunicação:

“Por isso, estou ansiosa para o evento. Acredito que será uma experiência enriquecedora de discutirmos, à luz do Evangelho, sobre práticas a fim de construirmos uma comunicação que seja integral, acolhedora, empática e responsável”, disse.

Transmissões nas Redes Sociais

O evento será transmitido nas redes sociais da CNBB (@cnbbnacional)  e do Mutirão de Comunicação.

23/07 – Oração e Solenidade de Abertura, 17h
24/07 – Anúncio dos finalistas dos Prêmios de Comunicação da CNBB e entrevista sobre a conclusão com dom Joaquim Giovani Mol, às 17h30

“Finalmente chegou nosso tão esperado Mutirão de Comunicação 2021. Mais de 5600 comunicadores de todo o Brasil se inscreveram. É um número recorde. Peço a oração de todos para o sucesso do evento”, exortou a assessora de Comunicação da CNBB, Manuela Castro.

(Com informações de CNBB)

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter