Núncio Apostólico no Brasil se apresenta ao presidente da República

Presidente Jair Bolsonaro e Dom Giambattista (Foto: Isac Nóbrega/PR)

O novo Núncio Apostólico no Brasil, Dom Giambattista Diquattro, entregou sua carta credencial ao presidente Jair Bolsonaro, nesta quinta-feira, 7, no Palácio do Planalto, em Brasília (DF).

Arcebispo titular de Giromonte, Dom Giambattista foi nomeado representante diplomático da Santa Sé no Brasil pelo Papa Francisco em 29 de agosto. Ele substitui Dom Giovanni d’Aniello, nomeado Núncio na Rússia, em 1º de junho.

A credencial é uma carta formal enviada de um chefe de Estado para outro, formalizando o envio de um embaixador do país de origem ao país de acolhimento.

Na mesma cerimônia, também apresentou sua carta credencial o novo embaixador de Portugal, Luís Filipe Melo e Faro Ramos.

Biografia

Nascido em Bolonha, Emília-Romanha, na Itália, em 18 de março de 1954 Dom Giambattista foi ordenado sacerdote em 1981. Obteve mestrado em Direito Civil na Universidade de Catânia, doutorado em Direito Canônico na Pontifícia Universidade Lateranense em Roma e mestrado em Teologia Dogmática na Pontifícia Universidade Gregoriana em Roma.

Entrou para o Serviço Diplomático da Santa Sé em 1985, e serviu em missões diplomáticas nas representações pontifícias na República Centro-Africana, República Democrática do Congo e Chade, nas Nações Unidas em Nova York, e mais tarde na Secretaria de Estado do Vaticano, e na Nunciatura Apostólica na Itália. O Papa João Paulo II o nomeou núncio apostólico no Panamá em 2 de abril de 2005. Bento XVI o nomeou núncio apostólico na Bolívia em 21 de novembro de 2008 e em 21 de janeiro de 2017, o Papa Francisco o nomeou Núncio Apostólico na Índia e no Nepal.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter