Pfizer dá início a testes clínicos em grávidas de sua vacina contra a COVID-19

4 mil gestantes, 200 das quais brasileiras, participam desta etapa

Foto: Governo do Estado de São Paulo

A Pfizer iniciou na terça-feira, 25, testes clínicos da eficácia de sua vacina contra a COVID-19, em mulheres grávidas.

De acordo com o laboratório farmacêutico, a pesquisa é parte da segunda fase de testes obrigatórios, necessários para a aprovação definitiva da vacina. Ao todo, a pesquisa será feita com 4 mil gestantes de todo mundo, 200 das quais brasileiras. As voluntárias deverão ser gestantes saudáveis, com idade acima de 18 anos.

Em nota enviada à imprensa, a Pfizer explica que a finalidade do estudo é avaliar a segurança, a tolerabilidade e a imunogenicidade de duas doses da ComiRNAty (BNT 162b2) administradas com 21 dias de intervalo. “O levantamento também avaliará a segurança nos bebês e a transferência de anticorpos potencialmente protetores da mãe para o Filho. Os recém-nascidos serão monitorados até aproximadamente os seis meses de idade”, consta no texto.

A média móvel de mortes por COVID-19 continua alta no Brasil: 1.854 óbitos nos últimos 7 dias. Nas últimas 24 horas, foram registrados 73.453 casos de infecção e 2.173 mortes, conforme dados do Ministério da Saúde.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter