Vacinação contra a COVID-19: Pfizer envia ao Brasil 629 mil doses da vacina

O Ministério da Saúde informou que a previsão é de receber outros 12 milhões de doses em junho

Reprodução da Internet

Um novo lote, com 629,4 mil doses da vacina da Pfizer/BioNTech, chegou ao Brasil no final da tarde da quarta-feira, 26. A remessa veio por avião, que aterrissou no aeroporto de Viracopos, na cidade de Campinas (SP).

Segundo o Ministério da Saúde, com essas novas doses o total de imunizantes do consórcio das farmacêuticas chegou a 3,4 milhões até agora. A pasta informou que a previsão é de recebimento de outros 12 milhões de doses em junho.

A Pfizer entrou com solicitação juntamente à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na semana passada para flexibilizar o armazenamento e temperaturas de refrigeradores mais comuns, ampliando o tempo de armazenamento em temperatura de 2 graus Celsius (°C) a 8 °C, que atualmente é de no máximo cinco dias.

Caso seja aprovado pela Anvisa, a mudança vai facilitar o armazenamento das doses, permitindo que cidades sem estrutura para acondicionar o imunizante em temperaturas baixíssimas possam ter melhores condições de receber e aplicar as doses do imunizante.

Ritmo de vacinação

De acordo com levantamentos de veículos de imprensa junto às secretarias estaduais de Saúde, até às 20h da quarta-feira, 26, um total de 43.495.437 pessoas já receberam a 1a dose da vacina contra a COVID-19, o que representa 20,54% da população brasileira.

Já a 2a dose foi aplicada em 21.433.270 pessoas (10,13% da população), num total de mais de 64.938.707 pessoas em todos os estados e no Distrito Federal.

A imunização em São Paulo            

Até às 20h da quarta-feira, 26, um total de 10.913.343 pessoas já tinham recebido a 1a dose da vacina contra a COVID-19 no estado de São Paulo. Já a 2a dose foi aplicada em 5.534.185 milhões de pessoas no território paulista.

O governo do Estado de São Paulo projetou para 17 de agosto o início da vacinação contra a COVID-19 das pessoas de 45 a 54 anos.

No anúncio feito na quarta-feira, 26, o governo paulista também comunicou o começo da imunização dos trabalhadores de transporte aéreo na sexta-feira, 28, nos aeroportos de Congonhas, Cumbica e Viracopos. Os portuários serão vacinados a partir da próxima terça-feira, 1º, no Porto de Santos.

O governo de São Paulo informa, porém, que dependerá da efetividade do envio de quantitativos de vacina pelo Ministério da Saúde para seguir este cronograma.

Grupos que estão sendo vacinados

O estado de São Paulo começou no dia 21 a vacinar pessoas de 45 a 49 anos com comorbidades e aquelas com deficiência permanente que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC). Na capital paulista, a vacinação desses dois grupos começou na quinta-feira, 20.

É necessário apresentar documento de identificação (preferencialmente CPF – Cadastro de Pessoa Física) e comprovante de condição de risco (exames, receitas, relatório ou prescrição médica), contendo a inscrição do médico no Conselho Regional de Medicina (CRM).

Já os beneficiários do BPC precisam ter em mãos o comprovante do recebimento do benefício, documento de identificação (preferencialmente CPF), comprovante da deficiência (laudo médico que indique a deficiência; cartão de gratuidade no transporte público indicando a deficiência; documentos comprobatórios de atendimento em centros de reabilitação ou unidades especializadas no atendimento de pessoas com deficiência e documento oficial de identidade com a indicação da deficiência).

LISTA DE COMORBIDADES
– Insuficiência cardíaca
– Cor-pulmonale e hipertensão pulmon
– Cardiopatia hipertensiva
– Síndrome coronariana
– Valvopatias
– Miocardiopatias e pericardiopatias
– Doença da aorta, dos grandes vasos e fístolas arteriovenosas
– Arritmias cardíacas
– Cardiopatias congênitas no adulto
– Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados
– Diabete mellitus
– Pneumopatias crônicas graves
– Hipertensão arterial resistente
– Hipertensão arterial estágio 3
– Hipertensão estágios 1 e 2 com lesão de órgãos alvos
– Doença cerebrovascular
– Doença renal crônica
– Imunossuprimidos
– Anemia falciforme
– Obesidade mórbida

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter