Como se explicam os sacrifícios de animais descritos na Bíblia?

Cecília Carvalho, de Carmo do Rio Claro (MG), afirma que ficou chocada com o sacrifício de animais, descrito no capítulo 29 do livro do Êxodo. “Padre, Deus pedia essas práticas?”, ela pergunta.

Cecília, este texto do capítulo 29 do livro do Êxodo fala de como os sacerdotes deveriam agir no templo ao oferecer os sacrifícios a Deus. Você afirma ter ficado impressionada e ter tido até pesadelos. Entretanto, Cecília, quando você come um belo bife em sua casa ou faz um churrasco com os amigos, você sente a mesma coisa? Os animais, portanto, são mortos e cortados em pedaços para nos alimentar.

Lembre-se, Cecília, de que Deus colocou o homem na terra e lhe deu para seu alimento os frutos e os animais. Não há aí nenhum mal, desde que não pratiquemos crueldade com os animais, não os matemos por matar, não lhes causemos sofrimento, não os torturemos, não os deixemos sem água e alimento.

Veja, minha irmã, eram muitas as formas de sacrifício no templo. Havia o holocausto, em que o animal, após ser abatido, era queimado inteiramente, exceto o couro, como sinal de expiação pelos pecados.

Havia também um sacrifício para agradecer a Deus e entrar em comunhão com Ele: parte da carne era oferecida a Deus e queimada; outra parte ficava para o sacerdote. A terceira parte, enfim, era do ofertante, que a comia com a família e os convidados.

Os animais oferecidos a Deus deviam ser perfeitos e só se ofereciam aqueles cujas carnes pudessem ser comidas.

Você se lembra do que aconteceu logo depois que Jesus nasceu? José e Maria, em ação de graças, o apresentaram no Templo e ofereceram a Deus um casal de pombinhos. Pois é, este era o sacrifício dos pobres, uma vez que os ricos ofereciam bois, ovelhas, carneiros.

É preciso lembrar, porém, minha irmã, que, graças a Deus, a Bíblia rejeita os sacrifícios humanos. Lembre-se de que Deus não quis o sacrifício de Isaac, que Abraão estava disposto a fazer. E, para terminar, não se esqueça do que disse o apóstolo Paulo: agora não precisamos mais do sacrifício de animais. Fomos lavados e redimidos pelo sangue de Jesus, o Cordeiro pascal.

15 comentários em “Como se explicam os sacrifícios de animais descritos na Bíblia?”

    • Cato Michael, hoje em dia não são + necessários sacrificar animais para Deus em holocausto.
      DEUS já providenciou seu próprio filho para morrer na cruz em nosso lugar.
      ELE, Jesus é o Cordeiro sem defeito, sem mácula, que foi morto em lugar de nós, seres humanos.
      O que você tem a fazer hoje e crer em Deus e aceitar o sacrifício de seu Filho. Essa morte expiatória que nos merecíamos e não Jesus merecia.
      Compreendeu? Quer coisa me escreva no e-mail.

    • Oie ,a paz
      Nós não precisamos mais fazer sacrifícios ,pois Deus (nosso Pai)enviou o seu filho Jesus para morrer por todos nós .Sendo assim,todos os nossos pecados já foram perdoados .Oque devemos fazer agora é nos arrepender depois de pecar, e procurar todos os dias viver uma vida que agrade a Deus o Senhor.

    • Vc não tem que fazer sacrifício nenhum pra Deus, pois todo sacrifício já foi pago por Cristo na cruz, o que temos que fazer é aceitar Jesus como nosso Senhor e Salvador, e reconhecermos que somos pecadores e necessitamos da misericórdia de Deus, os sacrifício do antigo testamento tinham um propósito apontar para o que o senhor iria fazer por nós na cruz.

  1. Entender os sacrifícios no Antigo Testamento é muito proveitoso, porque nos permite conhecer a profundidade do que foi feito na Cruz, é como se Deus ao nos explicar sobre o sacrifício de Cristo dividisse o assunto em 5 partes para melhor entendimento,por isso é que são 5 tipos de sacrifícios

    Responder
  2. A verdade meus queridos, é que devemos fazer sacrifício a Deus sim. Mas não os de animais, mas de nós mesmos. Jesus disse: se alguém quiser me seguir neguei-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me. Quando decidimos seguir a Jesus, decidimos ser praticantes da justiça e, buscar fazer a coisa certa não é fácil. Ou seja: deixar de falar palavrão, se controlar para não discutir com alguém, se esforçar para não se vingar de alguém que traiu a gente...etc. Com certeza, é como assistir um cordeirinho de um ano sendo sacrificado. E, vale lembrar que aquele animal, está tomando o lugar do mal feitor, ou seja, o enocente sendo punido por causa do culpado. Assim o culpado deveria se sentir ao ver um animal sendo degolado, despedaçado, e queimado em seu lugar. E então não praticar mais o mal.

    Responder
    • Sua resposta foi muito bem explicada, inspirado por Deus. Pois estava lendo na bíblia na parte de sacrifício de animais e não me senti bem...E orei ao Senhor que me esclarecesse, que eu pudesse entender o porquê daquilo tudo. E a sua resposta trouxe paz ao meu coração. Muito obrigada, Que o Senhor continue te usando.

Deixe um comentário