O Reino de Deus está próximo

O texto do Evangelho do 3o Domingo do Tempo Comum tem como tema central a conversão. Logo depois que João Batista foi preso, Jesus deu início à sua missão de anunciar a chegada do Reino de Deus entre nós com um forte apelo de mudança de vida: “O tempo já se completou e o Reino de Deus está próximo. Convertei-vos e crede no Evangelho” (Mc 1,15). 

Ao declarar próximo o Reino de Deus, Jesus chama a atenção para a urgência de sua acolhida, pois não existe mais razão para perder tempo, ou seja, não há mais tempo a perder, se faz necessário iniciar, urgentemente, um processo de conversão, de mudanças de comportamento e de vida. O convite feito aos discípulos nos indica que Jesus conta com cada um e com cada uma para expandir o domínio do seu Reino de amor, de paz e de perdão: “E, passando à beira do mar da Galileia, Jesus viu Simão e André, seu irmão, que lançavam as redes ao mar, pois eram pescadores. Jesus lhes disse: ‘Segui-me e eu farei de vós pescadores de homens’”. (…) “Caminhando mais um pouco, viu também Tiago e João, filhos de Zebedeu. Estavam na barca, consertando as redes; e logo os chamou” (Mc 1,16-17.19). 

No chamado para segui-lo, Jesus nos pede que creiamos no seu Evangelho, sinal de conversão: “Convertei-vos e crede no Evangelho”. Crer no Evangelho e na pessoa de Jesus é necessário para crescer e perseverar numa mudança de vida tão radical que nos faz passar do egoísmo à comunhão e à solidariedade, do preconceito à acolhida, da injustiça à prática do amor. Neste tempo de pandemia do novo coronavírus, vimos como temos necessidade de verdadeiras conversões, como se faz necessário a disposição de mudar de vida, de comportamento, de hábitos que não nos permitem viver plenamente. Vimos neste tempo de isolamento que a vida comunitária nos faz falta, que um simples abraço nos salva da solidão, que a presença de pessoas ao nosso redor nos alegra e nos faz sentir confiantes, que necessitamos o tempo todo uns dos outros, pois ninguém pode viver isolado neste mundo. 

Seguir Jesus como os discípulos aceitaram seguir significa se deixar guiar por Ele e por suas palavras, ouvi-lo. Converter é isto: é acreditar no Evangelho, condição exigida para a construção de um mundo novo, sem exclusão, sem preconceitos, sem injustiças e sem morte. Como cristãos batizados, somos interpelados todos os dias a nos abrir ao apelo que Jesus nos faz de uma verdadeira conversão que brota da fé na sua Palavra. Não há outro caminho que conduza a uma verdadeira liberdade, a uma vida plena de sentido, a uma verdadeira realização humana que não a Palavra de Jesus, o acolhimento da sua pessoa e do seu projeto de amor para toda a humanidade. Os primeiros discípulos que abandonaram tudo para seguir Jesus fizeram essa descoberta, foram capazes de renunciar aos seus projetos pessoais para se formarem na escola de Jesus, inteiramente voltada para o alto, para onde está a única razão de viver de toda pessoa humana, Deus. Que neste tempo de pandemia, tenhamos também nós a coragem de nos deixar encontrar com Jesus no seu Evangelho, na Eucaristia, na pessoa dos irmãos, sobretudo daqueles que sofrem, para que mais facilmente possamos iniciar um processo de verdadeira conversão e seguir Jesus.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter