‘Minha prima é espírita e lê o Evangelho no lar. Isso é pecado?’

A pergunta é da Maria de Fátima, de Pinheiros. Minha irmã, jamais devemos etiquetar alguém ou alguma atitude diferente da nossa como pecado. Como chamar de pecado o gesto de alguém que lê o Evangelho em sua casa? Não devemos julgar e condenar alguém por servir a Deus de um modo diferente que o nosso. Quer exemplo mais bonito do que aquele que nos deu o Papa Francisco lá no Iraque, confraternizando com os islamitas que nem cristãos são?

Sabe, Maria de Fátima, por mais que saibamos que os espíritas neguem a divindade e a salvação que nos trouxe Jesus, porque eles creem que a pessoa tem sucessivas reencarnações e vai se purificando de uma para outra, eles têm um profundo respeito por Jesus, consideram-no um espírito puro ou evoluído. Para nós, Jesus é a Segunda Pessoa da Santíssima Trindade, verdadeiro Deus e verdadeiro homem, ou, como dizem os papas, o rosto divino do homem e o rosto humano de Deus. Eu jamais ouvi algum espírita falando mal de Jesus.

Eu só fico triste, minha irmã, quando um católico navega com um pé numa canoa e o outro em outra canoa. Ele corre o risco de não se sustentar em nenhuma delas. Fico triste, também, com os que deixam o catolicismo e vão para outras igrejas. Isso é um sinal evidente de que esses irmãos ou não foram bem evangelizados ou foram movidos por outras razões que só Deus conhece. Respeitemo-nos uns aos outros. 

E eu encerro dizendo a você o quanto sou agradecido quando uma pessoa da minha família, que eu amo tanto e que há muito tempo é espírita, me diz que orou por mim. É isso: oremos uns pelos outros e vivamos intensamente a nossa fé. O restante é com Deus.

Colunas Relacionadas

spot_img

Comentários

  1. Olá Padre, como vai? Estimo que bem!
    Apenas uma correção: o Espiritismo NÃO NEGA a divindade e a salvação que nos trouxe Jesus, mas a enxerga de forma diferente.
    Entendam, o Espiritismo fala sobre Deus, Jesus e Amor. É preciso um esforço mínimo para compreender antes de fazer juízos inadequados sobre a Doutrina Espírita ou qualquer outra doutrina religiosa que não conhecemos afundo.
    Jesus, para o espiritismo, é o maior exemplo a ser seguido, é sim, o cordeiro de Deus, que Ele ofereceu como sacrifício para nos mostrar, com seus ensinamentos e, acima de tudo, com o seu exemplo, o amor, o perdão, a fé e a caridade.
    O Evangelho no Lar, que os espíritas praticam nada mais é do que um momento dedicado para o estudo do Evangelho de Jesus no ambiente familiar, com o propósito de trazer harmonia e paz em família.
    Precisamos compreender o verdadeiro sentido da religião como meio de religar-nos a Deus com o propósito que sejamos pessoas melhores, a cada dia. Esse é objetivo! O templo que a pessoa frequenta para buscar agir como Jesus agia pouco importa, uma vez que o grande desafio é fora do templo, no dia-a-dia, em casa, no trabalho, com os pais, com os filhos…
    Se o fato da pessoa navegar com um pé em uma canoa e outro pé em outra fizer aquela pessoa ser melhor, que o equilíbrio a acompanhe. Existe ateu que, pelas suas atitudes de respeito e amor ao próximo, perdoando, sendo justo e trabalhando a sua reforma íntima e moral, são mais cristãos do que muitas pessoas que frequentam igrejas, templos, centros ou qualquer outra religião. Deus nos ama e ponto final, e isso é INCONDICIONAL, ou seja, pouco importa se eu sou católico, evangélico, protestante, budista, espírita ou ateu.
    Falando nEle, que Deus abençoe o trabalho e a jornada de vocês, em levar o Evangelho de Jesus às pessoas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Colunas

Assine nossa Newsletter