Por que quem não se casou na Igreja é proibido de comungar?

A dúvida a que respondo hoje é a do Luiz Antonio, do bairro Jardim Regi. Meu irmão, se o Sexto Mandamento – não pecar contra a castidade – nos faz entender que só no casamento é permitido o sexo, em vista do amor e da propagação da espécie, é fácil entender que está fora do projeto de Deus quem tem uma vida conjugal fora do casamento. 

Além disso, meu irmão, o que o impede de cumprir a vontade de Deus e se casar na Igreja? Se os dois se amam e já demonstram isso não é de hoje? 

E tem mais: por que escolher os sacramentos se são apenas sete? Jesus constituiu os sete e não deixou a liberdade para escolher. Todos são necessários para uma vida cristã plena. Não querer se casar na Igreja é recusar claramente a graça de Deus para a missão de construir um lar plenamente cristão. 

Então, não se trata apenas de uma norma que a gente cumpre se quiser. Ninguém é obrigado a ser cristão, mas quem quer seguir a Jesus Cristo deve viver todas as exigências evangélicas. 

Enfim, se o problema for financeiro, fique sabendo que a falta de dinheiro não é impedimento para se casar na Igreja. Eu, por exemplo, não cobro taxas de quem vive junto e quer se casar. 

Espero que essas reflexões ajudem você a repensar sua vida cristã e a colocar Deus mais concretamente em sua vida. Fique com Deus! 

2 comentários em “Por que quem não se casou na Igreja é proibido de comungar?”

  1. Se o fato de "não ser casado na Igreja e já constituiu família" for considerado pecador, poucos serão salvos... será? Sou batizado, frequento a Igreja, tenho um sentimento de pertença à Comunidade. Na minha opinião penso que Deus Pai trataria com mais acolhimento e amor tal questão... Comunhão é para nós humanos frágeis. Não só para os justos e que "andam na linha". Mas tb para pricipalmente quem vive com reta intenção e tem amor sincero...

    Responder

Deixe um comentário