‘Posso ser madrinha de Batismo sem ter o sacramento do Matrimônio?’

É a Edith, do bairro do Morumbi, quem faz a pergunta. Minha irmã, se você é solteira, nada impede que você seja madrinha de Batismo de uma criança. Também uma pessoa que não é casada na Igreja pode ser padrinho ou madrinha de Batismo. Pense comigo, porém: você será uma madrinha muito mais perfeita, muito mais consciente, e poderá ajudar melhor seu afilhado ou sua afilhada, caso se case na Igreja.

Sabe, Edith, é muito triste quando um homem e uma mulher são convidados para ser padrinhos de uma criança e estão afastados da Igreja, ou vivem uma união que não foi santificada pelo sacramento do Matrimônio. Existem muitos padrinhos que acabam não sendo padrinhos verdadeiros, porque não podem ser pais na fé ou rejeitam o casamento na Igreja. Então, em vez de serem padrinhos, acabam apenas sendo testemunhas de que o Batismo aconteceu.

Por isso, minha irmã, se nada impede o seu casamento na Igreja, procure legitimar sua união diante de Deus. É claro que se você está vindo de uma primeira união, há todo um caminho a seguir para se verificar a legitimidade dessa união, no Tribunal Eclesiástico. A alegria que você vai sentir se casando na Igreja será imensa, e estará testemunhando um carinho muito maior para com o afilhado ou afilhada que você vai batizar. Se não ficou clara a resposta, não se acanhe. Procure seu pároco ou escreva pra gente. Deus a abençoe!

Colunas Relacionadas

spot_img

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Colunas

Assine nossa Newsletter