São Paulo Schola Cantorum e PUC-SP promovem curso sobre música litúrgica para paróquias e comunidades

São Paulo Schola Cantorum e PUC-SP promovem curso sobre música litúrgica para paróquias e comunidades, Jornal O São Paulo
Luciney Martins/O SÃO PAULO

Com o objetivo de auxiliar as paróquias e comunidades a estruturarem e aperfeiçoarem a sua atividade musical litúrgica, a São Paulo Schola Cantorum, em parceria com a Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), realiza entre os dias 17 e 19 de novembro o curso on-line de extensão “Música Litúrgica – Advento e Natal: Um coro em toda comunidade”. 

A formação, destinada a leigos e ministros da Palavra, músicos, cantores e salmistas; clérigos, agentes de pastoral e demais interessados de todo o Brasil, pretende estimular a cultura coral nas paróquias e comunidades, oferecendo ferramentas técnicas, teóricas e práticas para a criação de coros litúrgicos e aprimoramento dos já existentes. 

Considerando o início do novo ano litúrgico com o Tempo do Advento, pretende-se apresentar um método técnico musical a partir do repertório musical do Advento para o fomento de lideranças, regentes, cantores e instrumentistas habilitados na promoção do canto da assembleia sob o suporte do coro e dos instrumentos. 

São Paulo Schola Cantorum e PUC-SP promovem curso sobre música litúrgica para paróquias e comunidades, Jornal O São Paulo

DOCENTES 

O curso terá como professores o maestro Delphim Rezende Porto, organista, cravista e regente, doutor em Musicologia pela ECA-USP e, desde 2019, diretor de música da Catedral da Sé de São Paulo; e Regiane Martinez, cantora, preparadora vocal, regente e professora de canto com mais de 20 anos de experiência no Brasil e exterior. Soprano no Coro da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp) e co-fundadora da São Paulo Schola Cantorum

Também haverá aulas do Padre José Henrique Weber, Sacerdote da Congregação dos Missionários do Verbo Divino. Formado em Música pelo Pontifício Instituto de Música Sacra em Roma, com ênfase em canto gregoriano e composição, é também especialista em Música pelo Institut Catholique de Paris, na França. Entre 1967 e 1983, foi Assessor de Música Litúrgica da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Compositor litúrgico, atualmente dedica-se à atividade musical da Catedral da Sé e à composição de novas músicas para as antífonas do Missal Romano. 

São Paulo Schola Cantorum e PUC-SP promovem curso sobre música litúrgica para paróquias e comunidades, Jornal O São Paulo

CANTAR A LITURGIA 

Em entrevista ao O SÃO PAULO, o maestro Delphim sublinhou que a música está presente nos ritos da Igreja desde a sua origem, como herança da tradição judaica, que dá lugar de destaque, especialmente para os salmos entoados nas suas liturgias. 

Nesse sentido, diferentemente de qualquer outra categoria musical, na música litúrgica, mais do que a própria música, a prioridade é o texto, isto é, a Palavra de Deus cantada nas celebrações. “É mais do que cantar qualquer outro tipo de poesia, é a Palavra de Deus”, afirmou Delphim, enfatizando que, justamente pelo valor da Palavra divina que é expressa na música litúrgica, o improviso não é recomendável. “Ninguém devia descobrir na hora da missa o que vai acontecer”, frisou. Além do próprio texto bíblico, esse gênero musical se baseia na tradição litúrgica da Igreja ao longo dos séculos, que desenvolveu hinos e cânticos entoados até hoje nas igrejas. 

PARTICIPAÇÃO DO POVO 

Outro aspecto destacado pelo maestro é a participação do povo, condição essencial da liturgia ainda mais salientada pelo Concílio Vaticano II. “Quando unimos o povo e o coro, nós estamos fazendo exatamente aquilo que o Concílio recomendou”, disse Delphim, explicando que os fiéis que participam da missa não são um “auditório” que acompanha um espetáculo, mas “povo de reis”, isto é, de batizados que fazem parte do corpo de Cristo que celebra a fé em comunidade e que, por isso, deve cantar junto. 

Por fim, o maestro enfatizou que, para exercer o serviço pastoral da música litúrgica, mais do que se especializar técnica e academicamente na área musical, é importante se formar no âmbito da liturgia: “Estar a serviço da Igreja pressupõe também estar a serviço de uma causa maior. Por isso, assim que nós assumimos o trabalho na Catedral, restauramos a Escola de Cantores da Catedral da Sé, que já houve no passado... Agora, com o arrefecimento da pandemia, vamos voltar às atividades. Vamos compartilhar também essas iniciativas boas para que mais pessoas tenham acesso”. 

INSCRIÇÕES E INFORMAÇÕES 

Embora as aulas sejam transmitidas ao vivo nas datas mencionadas, será possível se inscrever posteriormente, pois as palestras ficarão gravadas para os inscritos e podem ser assistidas até o final do mês de novembro para a emissão do certificado da Faculdade de Teologia da PUC-SP. 

O investimento para realização do curso completo, incluindo a inscrição, é de R$ 25,00. Para inscrições e informações adicionais sobre o curso, acesse o site: http://liturgiacatolica.com.br/cursos

CONTEÚDO E RECURSOS 

A programação do curso conta com: 

  • Repertório musical de Advento e Natal favorável ao povo e ao Coro; 
  • A escola do salmista: técnica vocal da música litúrgica;
    Como ensaiar a música de uma liturgia (preparação remota, próxima e imediata); 
  • O Método Centone para o canto litúrgico para assembleia, coro e instrumentos. 

Serão oferecidos: 

  • Acesso à maior biblioteca de música litúrgica para assembleia e coro do País;
    Certificado de conclusão de curso pela Faculdade de Teologia da PUC-SP; 
  • Corpo docente de excelência; Acesso a materiais sobre técnica vocal, estratégia de ensaio e implementação de repertório litúrgico; 
  • Acesso a um grupo exclusivo no WhatsApp. 

Deixe um comentário