Divulgada a programação da Assembleia Eclesial da América Latina e do Caribe

Divulgação

O Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) apresentou na segunda-feira, 8, o programa geral da primeira Assembleia Eclesial da América Latina e do Caribe, cuja etapa final acontecerá entre os dias 21 e 28, na Cidade do México.

Foram convocados para esse evento inédito mais de mil participantes de todo o continente. Ele será realizado em modalidade híbrida: presencial e virtual, em resposta aos protocolos de saúde estabelecidos para conter a pandemia de COVID-19. No México, cerca 80 membros estarão presentes, enquanto o restante participará por meio das plataformas digitais.

Algumas atividades da Assembleia poderão ser acompanhadas pelo público em geral, como orações, missas, testemunhos e conversas com especialistas da Igreja na América Latina.

Entre os eventos públicos estão a missa de abertura na Basílica de Nossa Senhora de Guadalupe, no dia 21, às 11h (14h no Brasil) e a oração do Rosário continental, no dia 24, às 17h15 (20h15 no Brasil).

Também foi montada uma sala de imprensa virtual para os meios de comunicação do continente e de todo o mundo para que possam acessar materiais, agendar entrevistas e participar de coletivas de imprensa.

Acesse a programação em: https://tinyurl.com/yjsesgwy.

Discípulos e missionários

O tema definido para a Assembleia Eclesial é “Todos somos discípulos missionários em saída”, conjugando a temática da Conferência de Aparecida e o apelo constante do pontificado do Papa Francisco para uma Igreja “em saída”.

O Cardeal Odilo Pedro Scherer enfatizou que a proposta dessa Assembleia também corresponde ao apelo de sinodalidade bastante frisado pelo Pontífice. “Uma Igreja com características sinodais deve envolver cada vez mais a participação de todo o povo de Deus nas responsabilidades da vida e da missão da Igreja”, disse o Arcebispo de São Paulo.

Escuta

Para preparar a Assembleia Eclesial, houve uma etapa de escuta a todas as Igrejas locais, concluída em agosto.

“O Papa sugeriu que fosse feita uma avaliação do que foi realizado desde [a Conferência de] Aparecida, e que também sejam identificadas as lacunas do que ainda não caminhou e precisa ser retomado. Além disso, é necessário destacar quais são os novos desafios e questões da Igreja na sua ação evangelizadora no nosso continente e, portanto, propor caminhos e soluções”, ressaltou Dom Odilo, referindo-se ao horizonte de assuntos a serem destacados na Assembleia, acrescentando que esse evento terá grande importância para as futuras indicações pastorais.

Experiência inédita

Em uma série de vídeos informativos sobre a Assembleia Eclesial da América Latina e do Caribe, Dom Héctor Miguel Cabrejos Vidarte, Arcebispo de Trujillo, no Peru, e Presidente do Celam, resumiu a novidade desse evento com uma afirmação: “É eclesial”.

O Prelado lembrou que, na história recente da Igreja na América Latina e no Caribe, foram convocadas cinco conferências gerais do episcopado – Rio de Janeiro (1955), Medellín (1968), Puebla (1979), Santo Domingo (1992) e Aparecida (2007).

A diferença, contudo, é que, nesta ocasião, o convite à reflexão, ao diálogo e ao discernimento se estende a todo o povo de Deus.

“Esta é uma assembleia eclesial, que significa: todos… Toda a Igreja, o povo de Deus, a caminho, juntos… fiéis, sacerdotes, religiosos e religiosas, arcebispos, bispos, cardeais incluindo o próprio Papa”, afirmou Dom Cabrejos, destacando o caráter inédito dessa experiência pastoral que, sendo continental, se dirige a todos, tendo presente que tem como fundamento a centralidade na pessoa de Jesus Cristo e na sua Palavra.

O Presidente do Celam ressaltou, ainda, que a Assembleia se constituirá da seguinte forma: 20% serão bispos; 20% padres e diáconos; outros 20% religiosos; e os restantes 40% serão leigos, o que, segundo o Arcebispo peruano, representa uma riqueza para a Assembleia Eclesial.

Brasileiros

Desses participantes, 314 serão brasileiros, sendo: 63 bispos, 63 padres e diáconos, 63 religiosos, 94 leigos e mais 31 pessoas em situação de periferia, cujos nomes foram indicados pela Cáritas Brasileira.

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo e 1º Vice-Presidente do Celam, e Dom Walmor Oliveira de Azevedo, Arcebispo de Belo Horizonte e Presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), não entram nesta lista de vagas brasileiras, pois, em função de seus cargos, são membros natos da Assembleia.

Encontro do povo de Deus

Na ocasião do início do itinerário de preparação da Assembleia Eclesial, em janeiro, o Papa Francisco enviou uma mensagem ao Presidente do Celam, na qual manifestou sua proximidade neste processo que ele definiu como “um encontro do povo de Deus” e “um tempo que abre novos horizontes de esperança”.

“Que esta Assembleia não seja uma elite separada do santo povo fiel de Deus… Não se esqueça, somos todos parte do povo de Deus, somos todos parte Dele. O povo de Deus que é infalível ‘in credendo’, como nos diz o Concílio, é o que nos dá a pertença. […]. O Senhor está em nosso meio. Que o Senhor se faça ouvir”, manifestou o Santo Padre.

Acompanhe as transmissões da Assembleia Eclesial

Facebook: @celam.oficial @asambleaeclesial

Twitter: @CelamWeb @AEclesial

YouTube: Celam TV Asamblea Eclesial

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter