Renovação do Celam visa servir melhor à Igreja na América Latina

Cardeal Scherer, 1º Vice-Presidente do Celam (reprodução da internet)

No segundo dia da 38ª Assembleia Geral do Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam), quarta-feira, 19, foi apresentada a terceira parte da proposta de restruturação da entidade.

Esse é o tema principal do encontro que reúne virtualmente os presidentes e delegados das 22 conferências episcopais do continente entre os dias 18 e 22.

Durante coletiva de imprensa realizada on-line na tarde da quarta-feira, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo e 1º Vice-Presidente do Celam, explicou alguns aspectos do processo de elaboração da proposta de reestruturação da entidade, confiada a atual presidência, em 2019.

O texto da proposta segue a metodologia “ver-julgar-agir” e, portanto, após uma reflexão sobre a realidade da Igreja e da sociedade na América Latina, confrontadas com os fundamentos teológicos e eclesiológicos, especialmente do magistério do Papa Francisco e das conclusões da V Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano e Caribenho, realizada em Aparecida (2007), foi feita a proposta concreta que de uma nova estrutura do Conselho Episcopal.

Dom Odilo ressaltou que esta ainda não é ainda uma proposta definitiva. “A presidência do Celam com toda a equipe que trabalhou na elaboração da proposta está apresentando para que a assembleia diga no final qual é o seu parecer, disse. “No final da manhã, houve um período para que os presidentes das conferências episcopais pudessem se expressar com toda liberdade sobre seu parecer e de suas conferências a respeito da proposta e, eventualmente, sugerirem emendas ao texto”, acrescentou.

Eixos fundamentais

A apresentação dessa parte do texto foi feita por Dom José Luis Azuaje, Arcebispo de Maracaibo, na Venezuela, e coordenador do conselho para o Centro de Programas e Redes de Ação Pastoral do Celam. Ele explicou que a proposta visa uma estrutura pastoral mais adequada aos tempos atuais, para o conselho episcopal realize seu serviços às conferências episcopais e à Igreja na América Latina.

A proposta parte de quatro elementos fundamentais que correspondem ao que o Papa Francisco tem exortado para a Igreja em seus documentos e à luz do que já propunha a Conferência de Aparecida (2007): missionariedade, serviço à vida, não ser auto-referencial, mas em atitude de saída, ter uma configuração sinodal.

Dom José Luis Azuaje, Arcebispo de Maracaibo, na Venezuela

Dom José Luis enfatizou que para concretizar esses aspectos é necessário haver uma nova estrutura e configuração do Celam. Por isso, propõe-se a formação formar quatro centros pastorais que funcionarão como eixos fundamentais de atuação do Celam, ao invés dos antigos departamentos que compunham a entidade.

O Centro do Conhecimento teria a missão de “analisar a partir de uma pastoral discernida a complexa realidade da nossa região”.  O Centro de Formação Bíblico Teológico Pastoral para América Latina e Caribe (Cebippal), que já existe, assumiria cada vez mais a missão de promover processos formativos de âmbito pastoral.

O Centro para Programas e Redes de Ação Pastoral estaria a serviço das conferências episcopais para orientação pastoral e intercâmbios de experiências entre essas conferências por meio de redes temáticas e territoriais.

Por fim, o Centro de Comunicação, dedicado a promover uma comunicação eficaz entre as conferências episcopais, atenta às novas tecnologias e processos comunicacionais.

Integração e articulação

Esses centros trabalharão de forma integrada e articulada, de modo que sejam colocados em prática os “quatro sonhos” do Papa Francisco, expresso na exortação apostólica pó-sinodal Querida Amazônia: o sonho social, o sonho cultural, o sonho ecológico e o sonho eclesial, este último com ênfase para a sinodalidade, não delegando tarefas, mas construindo juntos. Portanto, explicou Dom José Luis, “cada centro pastoral tem uma equipe de cardeais, bispos, sacerdotes, religiosos e leigos”.

Dom Juan Carlos Cárdenas, Bispo de Pasto,na Colômbia, e coordenador do conselho para o Centro de Comunicação, sublinhou que uma das grandes novidades trazidas pelo processo de restruturação do Celam é o fato de o tema da comunicação ter sido colocado no “coração” do conselho episcopal. “Este é um novo modo e estilo de ser mais sinodal. Creio que pôr a comunicação como um dos centros, dá um protagonismo a esse tema não só como ferramenta, mas como parte da identidade. Dizemos que a Igreja é por si comunicativa, pois a evangelização é comunicação. É, ainda, colocar tudo o que diz respeito às comunicações a serviço da sinodalidade”.

O responsável pelo Centro de Comunicação reforçou, ainda, que, por seu caráter internacional, o Celam não deve encontrar melhor caminho do que o das comunicações para chegar a todos e para incluir a todos.

“Nessa interação eclesial e na sua identidade episcopal, o Celam também busca abarcar e incluir no diálogo e no trabalho a todas as realidades e presenças que há na Igreja”, disse, recordando que sinodalidade significa um estilo de agir e ser Igreja no qual todos caminham juntos.

Escuta à Santa Sé e aos episcopados

O Cardeal Scherer também chamou a atenção para importância das diversas reuniões que a equipe responsável pela elaboração da proposta de restruturação do Celam teve com os membros dos dicastérios e organismos da Cúria Romana, ressaltando que, por se tratar de um conselho episcopal, a relação e diálogo com a Santa Sé é essencial.

“Foram encontros muito positivos. Foi apresentado o projeto de restruturação e, depois, houve tempo para esclarecimento de dúvidas e o levantamento de questões. De fato, a conversa foi muito interessante, sobretudo com a Congregação para os Bispos, a Comissão Pontifícia para a América Latina”, destacou Dom Odilo.

Dom Juan Carlos Cárdenas, Bispo de Pasto, na Colômbia

O Cardeal também enfatizou que a proposta interessou muito o Secretário de Estado do Vaticano, Cardeal Pietro Parolin, assim como o Secretário-Geral do Sínodo dos Bispos, Cardeal Mario Grech, pois a dinâmica de renovação do Celam está muito fundamentada na dimensão da sinodalidade, ema escolhido pelo Papa Francisco para a próxima assembleia ordinária do Sínodo dos Bispos, previsto para 2022.

“Também o Prefeito o Dicastério par ao Serviço do Desenvolvimento Humano e Integral, Cardeal Peter Turkson, está muito interessado em saber como o Celam continuará atenta às questões sociais, a situação ecológica, a pobreza e as injustiças sociais na América Latina”, completou Dom Odilo.

Dom Juan Carlos acrescentou que, além das conversas com a Santa Sé, foram fundamentais os diálogos com as conferências episcopais e os diversos organismos eclesiais do continente, por meio de um caminho de escuta que os ajudou no discernimento e reflexão.

Natureza e identidade

Dom Odilo afirmou que, durante a apresentação da proposta à assembleia, os bispos refletiram muito sobre a natureza e identidade do própria entidade. “O Celam é um organismo episcopal, mas não é uma conferência Episcopal. É um conselho que está a serviço das conferencias episcopais do continente, um serviço subsidiário, ou seja, não é o Celam que coordena as conferencias episcopais e as dioceses”, destacou.

Nesse sentido, o Cardeal Scherer frisou que, uma vez entendida a identidade e missão do Celam, compreende-se que esse organismo não precisa reproduzir todos os serviços necessários em uma conferência episcopal ou diocese. “A estrutura anterior era dos departamentos, que imitavam um pouco o que era a atribuição das conferências episcopais. Por isso, o Celam fazia muitas coisas que são próprias das dioceses, que se multiplicavam e podia acabar não fazendo o que realmente necessitava”.

“O Celam é, portanto, um organismo de serviço, é articulador, propõe novas reflexões, escuta as realidades da Igreja e da sociedade no continente e propor novos caminhos. Por isso, é um desafio pensar o Celam em novas categorias, não na como uma ‘super conferência episcopal’ do continente, mas na dimensão de subsidiariedade, sinodalidade, comunhão e colegialidade episcopal”, concluiu Dom Odilo.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter