Cardeal Scherer participará de jornada virtual sobre Direito e Religião

Ministra Damares Alves também estará no webinário organizado pelo Instituto Brasileiro de Direito e Religião

Na terça-feira, 26, às 21h, o Instituto Brasileiro de Direito e Religião (IBDR) realizará a terceira sessão da “1ª Jornada Virtual de Estudos sobre Direito e Religião”, desta vez para tratar sobre a “Vocação Social da Igreja em meio à Pandemia”.

Cardeal Scherer participará de jornada virtual sobre Direito e Religião

A temática será abordada pelo Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano de São Paulo; o Reverendo Davi Charles Gomes, presidente do conselho deliberativo do IBDR; e pela ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos do Governo Federal, Damares Regina Alves.

O webinário será moderado pelo Prof. Dr. Ives Gandra da Silva Martins, da União dos Juristas Católicos de São Paulo (Ujuscasp), e contará com comentários do Reverendo Franklin Ferreira, do Padre Marcos Lázaro, do Pastor Valmir Nascimento, do Dr. Jean Regina e de Dr. Thiago Vieira, presidente do IBDR.

Duas sessões temáticas já foram em 12 e 19 de maio. Ainda haverá outra em 2 de junho. Mais de 7 mil pessoas já se inscreveram para o webinário do próximo dia 26 sobre a “Vocação Social da Igreja em meio à Pandemia”. Interessados em participar devem acessar a página https://doity.com.br/jornada-virtual-ibdr. A inscrição é gratuita.

Cardeal Scherer participará de jornada virtual sobre Direito e Religião

De acordo com os organizadores, “a fé religiosa – seja ela qual for – tem um papel central e organizador para a pessoa e a comunidade, que se reúne em torno de um núcleo de sentido (fé) e perspectiva de futuro (esperança) para agir com decisão e solidariedade (caridade). E, ao contrário dos estudiosos da ‘secularização’, o advento e avanço da modernidade e da pós-modernidade não trouxeram o fim da crença, antes levaram tradições e grupos religiosos a reproporem suas tradições e cultos em contextos sempre mais desafiadores. As igrejas continuam sendo, portanto, referências insubstituíveis para as pessoas que sofrem as consequências físicas, psíquicas e sociais da pandemia, e suas comunidades constituem verdadeiros exércitos para combater – com armas de paz, solidariedade e criatividade – os seus efeitos nefastos em todas as suas dimensões”.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter