Confira nossa versão impressa

Cardeal Scherer participará de jornada virtual sobre Direito e Religião

Ministra Damares Alves também estará no webinário organizado pelo Instituto Brasileiro de Direito e Religião

Na terça-feira, 26, às 21h, o Instituto Brasileiro de Direito e Religião (IBDR) realizará a terceira sessão da “1ª Jornada Virtual de Estudos sobre Direito e Religião”, desta vez para tratar sobre a “Vocação Social da Igreja em meio à Pandemia”.

Cardeal Scherer participará de jornada virtual sobre Direito e Religião

A temática será abordada pelo Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano de São Paulo; o Reverendo Davi Charles Gomes, presidente do conselho deliberativo do IBDR; e pela ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos do Governo Federal, Damares Regina Alves.

O webinário será moderado pelo Prof. Dr. Ives Gandra da Silva Martins, da União dos Juristas Católicos de São Paulo (Ujuscasp), e contará com comentários do Reverendo Franklin Ferreira, do Padre Marcos Lázaro, do Pastor Valmir Nascimento, do Dr. Jean Regina e de Dr. Thiago Vieira, presidente do IBDR.

Duas sessões temáticas já foram em 12 e 19 de maio. Ainda haverá outra em 2 de junho. Mais de 7 mil pessoas já se inscreveram para o webinário do próximo dia 26 sobre a “Vocação Social da Igreja em meio à Pandemia”. Interessados em participar devem acessar a página https://doity.com.br/jornada-virtual-ibdr. A inscrição é gratuita.

Cardeal Scherer participará de jornada virtual sobre Direito e Religião

De acordo com os organizadores, “a fé religiosa – seja ela qual for – tem um papel central e organizador para a pessoa e a comunidade, que se reúne em torno de um núcleo de sentido (fé) e perspectiva de futuro (esperança) para agir com decisão e solidariedade (caridade). E, ao contrário dos estudiosos da ‘secularização’, o advento e avanço da modernidade e da pós-modernidade não trouxeram o fim da crença, antes levaram tradições e grupos religiosos a reproporem suas tradições e cultos em contextos sempre mais desafiadores. As igrejas continuam sendo, portanto, referências insubstituíveis para as pessoas que sofrem as consequências físicas, psíquicas e sociais da pandemia, e suas comunidades constituem verdadeiros exércitos para combater – com armas de paz, solidariedade e criatividade – os seus efeitos nefastos em todas as suas dimensões”.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Comunicação acessível: Um direito e uma possibilidade

Na segunda-feira, 21, comemorou-se o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, que tem o objetivo...

Federação de Bancos alerta para aumento de fraudes durante a pandemia

Houve alta de 60% em tentativas de golpes financeiros contra idosos Levantamento da Federação...

OIT alerta para perda de renda do trabalho em todo o mundo

A maior queda nos três primeiros trimestres de 2020 ocorreu na região das Américas, baixa de 12,1% em relação a 2019

Nova encíclica ‘Fratelli tutti’ será publicada em 4 de outubro

A festa de São Francisco de Assis, em 4 de outubro, é a data escolhida pelo Papa Francisco para publicar sua nova...

Fiéis festejam a padroeira da Paróquia Santa Cândida

No domingo, 20, foi celebrada a festa da padroeira da Paróquia Santa Cândida, com missas presididas pelos...

Newsletter