Neste tempo de pandemia, ‘é hora de lembrarmos que Deus nunca nos abandona’

Neste tempo de pandemia, ‘é hora de lembrarmos que Deus nunca nos abandona’

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu a missa na manhã desta terça-feira, 2, na capela de sua residência.

A celebração eucarística da 9ª semana do Tempo Comum foi transmitida pela rádio 9 de Julho e pelas mídias digitais da Arquidiocese.

CONFIANÇA EM DEUS

Dom Odilo iniciou a homilia a partir das palavras do Salmo 89, “Ó Senhor, vós fostes sempre um refúgio para nós!”, e ressaltou que este versículo é oportuno para o momento atual. “Neste texto, o salmista manifesta essa firme e profunda confiança em Deus, apesar das dificuldades”, afirmou o Cardeal, reforçando que toda a Sagrada Escritura é uma proclamação dessa confiança absoluta em Deus.

“Como é bom ouvirmos e tomar consciência disso de novo, neste tempo de pandemia, em que vivemos em apuros, quando nem as autoridades sabem o que fazer, os cientistas ainda estão procurando uma vacina ou um medicamento, as famílias ficam apavoradas… É hora de lembrarmos que Deus nunca nos abandona”, afirmou o Arcebispo.  

O Cardeal explicou, ainda, que as doenças revelam a fragilidade do corpo e recordam que o ser humano é feito de matéria corruptível. “Somos feitos de carne e osso, mas também somos filhos de Deus. Por isso, podemos repetir esse versículo do Salmo muitas vezes ao longo do dia, sobretudo nos momentos difíceis”, recomendou.

DAR A DEUS O QUE É DEUS

No Evangelho (Mc 12,13-17) , Jesus é colocado à prova quando lhe perguntam se era lícito ou não pagar imposto a César. Ele pede uma moeda da época e  pergunta: “‘De quem é a figura e inscrição que estão nessa moeda?” Eles responderam: ‘De César’. Então Jesus disse: ‘Dai, pois, a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus’”, diz o texto.

Ao comentar esse trecho, Dom Odilo destacou que são muitas a interpretações possíveis sobre essas palavra de Jesus. Contudo, ele chamou a atenção para a importância de sempre dar a Deus o que lhe é devido. “Mesmo debaixo do domínio de César, das situações que podem até não ser justas, nunca devemos deixar de dar a Deus o que é de Deus”, destacou. 

Por outro lado, dar a César o que lhe é próprio não significa uma separação tal das coisas, em que o serviço a Deus e a convivência humana sejam realidades totalmente separadas, mas, significa que o cristão deve sempre dar aquilo que é justo para a contribuição do bem comum. “Não devemos ganhar dinheiro de maneira egoísta, sem pagar justamente os nossos impostos… Devemos fazer a nossa parte”, afirmou o Arcebispo.

MISSAS NA PANDEMIA

No fim da missa, Dom Odilo renovou sua orientação para que as pessoas sigam as recomendações das autoridades sanitárias para evitarem sair de casa. Nesse sentido, ele explicou que, por essa razão, as missas com a participação de fiéis nas igrejas ainda permanecerão suspensas na Arquidiocese e devem continuar sendo acompanhadas pelos meios de comunicação e plataformas digitais.

Ele reiterou seu desejo que o quanto antes se possa a voltar a celebrar missas com o povo. “Porém, ainda estamos no meio da pandemia, no ponto alto do contágio. Por isso, ainda precisamos esperar para não colocar em risco a saúde das pessoas”, esclareceu, informando, ainda, que a Arquidiocese já está estudando como se dará o retorno gradual das atividades eclesiásticas públicas, com a necessária cautela.

“Temos que ir devagar para não criar nossas situações de contágio. Com fé esperança e paciência vamos superar esse momento de pandemia”, concluiu.  

- publicidade -

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Não flexibilize a prevenção contra a COVID-19

O estado de São Paulo vivencia, desde o início de junho, uma quarentena mais flexível, permitindo...

Papa Francisco: ‘a família deve ser protegida’

“Para que as famílias no mundo de hoje sejam acompanhadas com amor, respeito e conselho”. Esta é...

Arcebispo de Dublin critica o limite imposto pelo Estado para a celebração de Missas na Irlanda

POR GUSTAVO RAMOS Missas com a presença física dos fiéis foram retomadas no País em 29 de junho

Santa Maria Goretti: jovem testemunha da virtude da pureza

Na missa desta segunda-feira, 6, na capela de sua residência, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de...

Há 125 anos, Paróquia Sant’Ana é sinal da presença de Deus na cidade

Para comemorar o jubileu, a histórica matriz paroquial da zona norte de São Paulo foi elevada à dignidade de basílica menor

Newsletter