À espera do Menino Jesus, católicos se unem na oração e na caridade

“Que o Menino de Belém nos ajude a estar disponíveis, a ser generosos e solidários, especialmente para com as pessoas mais frágeis, os doentes e quantos neste tempo se encontram desempregados ou estão em graves dificuldades pelas consequências econômicas da pandemia.” 

Este trecho da mensagem “Urbi et Orbi”, do Papa Francisco, no Natal de 2020, faz lembrar que este é um tempo oportuno para que os cristãos sejam solidários com os que mais sofrem. É isso que têm feito diferentes grupos, movimentos e pastorais na Arquidiocese de São Paulo, como reportamos a seguir. 

Aliança de Misericórdia anuncia a alegria do nascimento do Senhor 

Welington Tomaz/Aliança de Misericórdia – dez.2021

Missas, celebrações da vida e atendimento de Confissões em praça pública, além de visitas a hospitais e presídios, evangelização nas ruas e nos transportes públicos. Assim será a Missão Thalita Kum 2022, entre os dias 15 e 18, promovida pela Aliança de Misericórdia. 

Com o tema “Jesus, Príncipe da Paz”, a Missão Thalita Kum acontece há mais de 20 anos, com o objetivo de anunciar o verdadeiro sentido do Natal: a celebração do nascimento do Senhor. 

No encerramento da Missão, no domingo, 18, acontecerá o Natal dos Pobres. “Durante a manhã e à tarde, os irmãos em situação de rua terão à disposição um banho num banheiro móvel ofertado pelo projeto ‘Anjos das Ruas’, troca de roupa, corte de cabelo, manicure, assistência médica, entre outras possibilidades, tudo para que estejam prontos para a noite especial”, explica Robson Landim, gerente de Comunicação da Aliança de Misericórdia. 

Às 17h, haverá a missa na Catedral da Sé, após a qual, às 18h30, acontecerá a Ceia de Natal para mais de mil pessoas. “Dezenas de voluntários participam do Natal dos Pobres, cozinhando, preparando a decoração, servindo o jantar e participando da limpeza do local ao final do evento. Durante o jantar, missionários e artistas amigos da Aliança de Misericórdia passarão pelo palco para animar o momento”, detalha Landim. 

“A Missão Thalita Kum e o Natal dos Pobres têm o intuito primordial de celebrar o Natal do Senhor, resgatando a dignidade daqueles com quem Ele mesmo quis se parecer ao nascer pobre num presépio, numa manjedoura”, prosseguiu. 

A Aliança de Misericórdia organiza também a campanha “Natal de Misericórdia”, que arrecada valores para projetos que realiza, entre eles três centros de educação infantil, três centros da criança e do adolescente, três casas lares, um núcleo de convivência (Casa Restaura-me), um Serviço de Assistência Social às Famílias, casas de acolhida e projetos no exterior, em especial em Moçambique e na Venezuela. Doações podem ser feitas clicando aqui

Comunidade de Sant’Egidio oferecerá almoço para 400 pessoas 

Comunidade de Sant’Egidio

Semanalmente, a Comunidade de Sant’Egidio serve pessoas em situação de rua e em vulnerabilidade social na região da Avenida Paulista e na zona Cerealista, em ação conjunta com as Paróquias São Luiz Gonzaga e São Vito Mártir, na Região Sé. 

No dia 24, ocorrerá o Almoço de Natal da Zona Cerealista, com preparação das 8h às 13h, e distribuição até as 16h na cozinha da Paróquia São Vito Mártir (Rua Polignano A’Mare, 51). E no dia 25 haverá café da manhã, banho e almoço, com preparação das 8h às 14h, e distribuição até as 17h, na cozinha da Paróquia São Luiz Gonzaga (Avenida Paulista, 2.378). A iniciativa tem o apoio da BibliAspa, entidade que oferece ajuda a refugiados em São Paulo. 

“O tradicional Almoço de Natal de Sant’Egidio procura reunir os mais pobres, dar esperança a quem não tem esperança alguma, ser família para os que não têm família ou perderam de algum modo seus vínculos familiares, trazer para dentro das igrejas os irmãos rejeitados e marginalizados pela sociedade. Em um Natal de festa em que não são acolhidos por ninguém, as igrejas devem abrir suas portas. É importante lembrar que os próprios pastores que presenciaram o nascimento de Jesus eram gente simples, pobre e descartada, e que Jesus nasceu em uma manjedoura, pobre entre os pobres”, explica Crisleine Yamaji, membro da Comunidade de Sant’Egidio. 

Os organizadores pedem doações de roupas, roupas íntimas, meias novas, sapatos novos e usados (principalmente masculinos), alimentos não perecíveis, minipanetones, suco, café e leite. Também são bem-vindos voluntários para ajudar na preparação das refeições. Outras informações estão nas redes sociais (@santegidiopaulista) e doações em dinheiro podem ser feitas via PIX (11976830220). 

Casa de Oração do Povo da Rua de portas abertas ao Cristo que vem 

Reprodução da Internet

A Casa de Oração do Povo da Rua, mantida pela Arquidiocese de São Paulo por meio da Pastoral do Povo da Rua, intensificará suas ações no Natal. 

No dia 24, voluntários e agentes da Pastoral irão às ruas para entregar café da manhã, almoço e jantar. Na Casa, a partir das 8h, haverá a celebração do Ofício Divino das Comunidades, com um momento de reflexão sobre a leitura do Evangelho do dia. Na sequência, será servido o café da manhã e acontecerá uma roda de conversa sobre o significado do Natal e a importância do nascimento de Jesus. Haverá ainda o almoço, e, à noite, após um momento de oração, uma pequena ceia, antes da saída de uma pessoa vestida de Papai Noel para a entrega de brinquedos a crianças em situação de rua. 

No dia de Natal, 25, novamente serão servidos o café da manhã e o almoço nas ruas, e cada pessoa receberá também um reforçado lanche, uma fruta e um refrigerante. Na Casa, haverá café da manhã e almoço e, às 15h30, a missa de Natal vai ser presidida pelo Padre Júlio Lancellotti, Vigário Episcopal para a Pastoral do Povo da Rua. 

“Toda ajuda é bem-vinda, mas para as confraternizações de Natal e de Ano-Novo, precisamos muito de proteínas (frango, carne vermelha, peixe), além de refrigerantes, garrafinhas de água, doces para sobremesa. Também precisamos de doações de brinquedos para as crianças e mimos para os adultos, em especial roupas íntimas, xampus e condicionadores, cremes hidratantes e desodorantes, que são artigos raros para quem vive nas ruas”, detalha Ana Maria Alexandre, coordenadora da Casa. 

Doações podem ser entregues no local (Rua Djalma Dutra, 3, Luz) ou feitas via depósito bancário (Bradesco – Ag: 0124 – CC: 53148-0 – CNPJ: 63.089.825.0001/44). Outras informações pelos telefones (11) 3106-5531 e (11) 99427-9070. 

Dias de intensas orações e de partilha no Arsenal da Esperança 

Arsenal da Esperança/Sermig

No Arsenal da Esperança, que acolhe cerca de 1,2 mil homens que anteriormente viviam nas ruas, o clima já é de espera pelo nascimento de Cristo. 

Na terça-feira, 13, aconteceu, com a participação de todos os acolhidos, a oração comunitária do Tempo do Advento, que voltará a ser feita no dia 20, às 19h30. “Estaremos em oração com a Palavra de Deus, para reavivar em nós a Sua presença e confiar a Ele as pessoas que pedem oração e todos os serviços e as iniciativas da semana”, explica o Padre Simone Bernardi, missionário da Fraternidade da Esperança-SERMIG, um dos responsáveis pelo espaço. 

No dia 25, haverá a missa de Natal, às 17h, presidida pelo Cardeal Scherer, seguida da distribuição de presentes aos acolhidos – um kit com chinelos, meias e cuecas. 

Padre Simone comenta que, para quem está em situação de vulnerabilidade e distante de familiares e amigos, “cada gesto de atenção, de carinho e de proximidade pode ser Natal: ‘Natal é o outro’ e nós, missionários e amigos do Arsenal da Esperança, ‘podemos ser Natal’, podemos ser um pouco Jesus que nasce na vida de cada pessoa acolhida”. 

Doações dos itens para os kits de Natal, bem como de produtos de limpeza e de higiene pessoal, além de descartáveis para a alimentação, podem ser feitas diretamente na sede do Arsenal (Rua Doutor Almeida Lima, 900, Mooca) ou via transferência bancária (Santander – Ag: 0133 – CC: 13-003147-6 – Associação Assindes Sermig – CNPJ: 62.459.409/0001-28) ou PIX (CNPJ: 62.459.409/0001-28). 

Pastoral do Menor promove o ‘Natal Solidário’ e o ‘dos Sonhos’ 

DSC  foto Luciney Martins
Luciney Martins/O SÃO PAULO

A Pastoral do Menor da Arquidiocese de São Paulo realiza duas campanhas neste período especial. 

Uma delas é o “Natal Solidário”, que em 2022 chega à sua 3ª Edição. “Esta Campanha tem por objetivo o incentivo à leitura, o direito de ter acesso a um livro, de adquirir conhecimento que nunca lhes serão tirados e o incentivo à solidariedade”, explica Sueli Camargo, coordenadora arquidiocesana da Pastoral do Menor. Lançada em 20 de outubro, a ação busca que cada pessoa compre um livro na Paulus Editora a ser doado a uma criança, conforme a faixa etária. A meta é atingir 1,5 mil crianças e até o momento foram entregues cerca de 700 livros. 

A outra iniciativa é o “Natal dos Sonhos”, cujo lançamento ocorreu em 17 de outubro, com a participação do Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano. “A Campanha está na sua 21ª edição e tem por objetivo o resgate do lúdico, do pedagógico e o direito de brincar das crianças da cidade de São Paulo, visto que a realidade, nas quais elas estão inseridas, lhes nega até o direito de viver a sua infância”, detalha Sueli. 

A meta é a que sejam arrecadados cerca de 800 mil brinquedos, com o apoio das paróquias, dos colégios católicos, de empresários e voluntários. No dia 19, das 10h às 15h, na Sociedade Esportiva Palmeiras, haverá um momento celebrativo, montagem do presépio vivo e uma festa para cerca de 800 crianças e adolescentes, com chegada de Papai Noel e entrega de presentes. Além do clube esportivo, a Crefisa e a Faculdade das Américas (FAM) apoiam a ação.

Brinquedos, alimentos, leite em pó, fraldas descartáveis e roupas em geral podem ser entregues até o dia 20. Outras informações pelo e-mail pastoralmenor@gmail.com ou pelos telefones (11) 3105-0722 e (11) 99824-6762. 

Missão Eucarística Voz dos Pobres fará jantar para os ‘irmãos de rua’ 

Comunidade Voz dos Pobres

Com atuação em favor daqueles que vivem nas ruas, a Missão Eucarística Voz dos Pobres, fundada em 1996, realizará no dia 23, às 20h, o “Natal dos Pobres”, um jantar especial para as pessoas em situação de rua, no salão da Paróquia Nossa Senhora dos Pobres, na Região Lapa. 

“Durante o dia, os irmãos são buscados e levados para o jantar, em que poderão comer pratos natalinos! Uma vez, um deles falou para mim que havia dez anos não sabia o que era uma ceia de Natal e que estava muito feliz em passar aquele Natal conosco”, recorda a Irmã Maria Madalena da Cruz, ministra-geral da vida celibatária da Voz dos Pobres e responsável pela Casa São José Moscati, na zona Oeste. 

Irmã Maria Madalena destaca que muitas crianças de famílias que vivem nas ruas ou em comunidades carentes são convidadas para este jantar e, por isso, a Missão arrecada brinquedos, roupas, doces e panetones para serem doados. No Facebook da Missão estão as informações sobre como colaborar com a iniciativa. 

Sefras organiza o ‘Natal Extraordinário’ 

SEFRAS

Guiado pelos valores franciscanos de acolher, cuidar e defender, o Sefras – Ação Social Franciscana diariamente estende as mãos às pessoas em situação de vulnerabilidade. 

Neste fim de ano, uma das iniciativas é a campanha “Natal Extraordinário”, cuja meta é a de ofertar a mais de 2 mil pessoas uma ceia de Natal, que será servida em São Paulo nos espaços Recifran (dia 16), Casa de Assis (dia 17, às 11h, com os imigrantes), Chá do Padre (dia 20, às 11h30) e Casa Franciscana (dia 25, das 10h às 15h), bem como no Rio de Janeiro, na Tenda Franciscana. Haverá, ainda, uma festa natalina para crianças e adolescentes no espaço Criança Peri (dia 21, 9h), na periferia da capital paulista. Nessas ocasiões, serão distribuídos presentes e/ou kits de higiene pessoal. 

Os interessados em colaborar com a campanha podem fazê-lo por meio do site ou via PIX (sefras@sefras.org.br). Outras informações pelo WhatsApp: (11) 3795-5220. 

Missão Belém 

Missão Belém

Com o lema de ser “Uma família para quem não tem família”, a Missão Belém mantém casas de acolhida, nas quais pessoas que um dia viveram em situação de rua, especialmente no vício das drogas, acolhem os irmãos recém-saídos das ruas e que aceitam a restauração de suas vidas a partir de um itinerário de espiritualidade católica. 

Um dos locais é o Edifício Nazaré (Praça da Sé, 47). Todas as doações são bem-vindas para que estes irmãos tenham um Natal mais feliz. Saiba como colaborar por meio do site

Missão Paz promove ações natalinas em favor de migrantes 

Missão Paz

Na Missão Paz, que realiza serviços de apoio à acolhida, documentação, aprendizagem do idioma, inserção laboral, atendimento médico e jurídico a migrantes, uma programação especial foi pensada para este Natal. 

No sábado, 17, será servida a Ceia de Natal, na Casa do Migrante, e, no dia 23, haverá a entrega das sacolinhas de Natal, com brinquedos e roupas para 80 crianças de Angola, Bolívia, Colômbia, Cuba, Guiné Equatorial, Haiti, Marrocos e Peru, que foram apadrinhadas. 

Doações de itens e de alimentos ainda podem ser feitas no local (Rua Glicério, 225, no bairro da Liberdade), bem como ajudas financeiras via depósito bancário (Bradesco – Ag: 515-0 – CC: 34123-1 – CNPJ: 62.806.682/0004-24) ou PIX (CNPJ: 62.806.682/0004-24). 

Deixe um comentário