Dom Cícero confere o sacramento da Crisma a 13 jovens

Na tarde do sábado, 11, Dom Cícero Alves de França presidiu missa na Paróquia São José, no Belém, na qual conferiu o sacramento da Confirmação a 13 jovens.

Foto: Flávio Romei

“É uma alegria estarmos aqui para celebrar este sacramento. Estes jovens se prepararam durante o ano para viver com alegria a fé” disse, no começo da missa, o Padre Marcelo Maróstica, Pároco, concelebrante, destacando a alegria da comunidade paroquial em receber pela primeira vez o novo Bispo Auxiliar da Arquidiocese na Região Belém.

“Nesta Eucaristia, iremos celebrar a Crisma, o sacramento em que o Espírito Santo confirma estes nossos irmãos na fé e no seguimento de Jesus”, disse o Prelado ao acolher os crismandos.

Em sua homilia, Dom Cícero, ao ressaltar o Evangelho da Missa da Crisma, na qual Jesus vai à sinagoga e proclama a leitura do livro do Profeta Isaías (Lc 4,16-22), destacou que os que estavam presentes na sinagoga tinham os olhares fixos em Jesus. “Ter os olhos fixos em Jesus é sinônimo da fé na Sagrada Escritura” afirmou.

O Prelado destacou que todo aquele que mantém os olhos fixos em Jesus, tem um ponto seguro e, portanto, não se perde. Também enfatizou aos crismandos que ter fé é não viver a vida como perdidos, mas é antes de tudo, vivê-la na certeza da presença do Cristo na vida de cada um. 

O ESPÍRITO SANTO NO SACRAMENTO

“O Espírito de Deus é a força de Deus”, afirmou Dom Cícero ao destacar a ação do Espírito Santo na vida do cristão. O Prelado também fez referência à criação do homem, destacada no livro do Gênesis, na qual Deus sopra nas narinas do homem.

“A vida é dom de Deus, a vida nos foi dada por Deus. A vida é um presente que Deus nos deu quando nos criou e soprou em nossas narinas”, ressaltou. 

“Vocês, hoje, serão confirmados, para assim, com Jesus, proclamarem ao mundo que Deus existe e está conosco, de que não é um Deus asséptico, nem distante ou ausente, e de que a vida é muito mais do que podemos imaginar”, ressaltou. 

Ainda em sua reflexão, Dom Cícero exortou os crismandos a serem quem são, para que não cresçam em aparência, mas em essência, posto que esta jamais envelhece.

A VERDADEIRA LIBERDADE

“Receber o Espírito é se comprometer com a liberdade, e não com a libertinagem”, destacou Dom Cícero. Ele lembrou que muitos jovens estão escravos de si mesmos, escravos de uma tendência egoísta em querer aparecer. Há, também, os que estão escravos da droga, da pobreza e da miséria. “Deus não nos criou para vivermos na sarjeta e na mediocridade. Deus não nos criou como escravos”, afirmou. 

“Como vocês precisam ser livres, livres de vocês mesmos. Livres de realidades que o escravizam, livres dos falsos deuses. Receber o Espírito é tornar-se livre!”.

PRESENÇA DE DEUS

Por fim, Dom Cícero destacou que receber o Espírito Santo é estar na presença de Deus. “Vivam sempre na presença Dele, não se afastem Dele, porque quando nos escondemos de Deus, nós nos escondemos de nós mesmos”, comentou.

O Prelado ressaltou ainda que não existe fé sem antropologia, ou seja, sem uma pessoa concreta. “Todas as vezes que digo ‘não’ a Deus, eu digo ‘não’ a mim mesmo. Todas as vezes que eu me afasto Dele, eu me afasto de mim mesmo”, afirmou.

Ao concluir a homilia, Dom Cícero exortou os crismandos a manterem os olhos fixos em Jesus, e que só poderão fazer isto se estiverem sobre a égide do Espírito. “Que o Espírito Santo vos consagre e paire sobre vocês, e possam viver a vida na claridade e na luz, e não na escuridão.” concluiu. 

Ao final da celebração, Padre Marcelo agradeceu a Dom Cícero pela presença na paróquia, pediu orações à comunidade pelo ministério episcopal do Prelado. O Bispo, ao dirigir-se aos crismandos, ressaltou que irá orar por cada um. “Espero que quando voltar aqui possa encontrá-los, firmes na fé”, enfatizou, motivando os jovens a sentirem sua vocação. 

(Texto: Fernando Arthur)

Deixe um comentário