Vigília Canção Nova, 15 anos: fé e esperança em São Paulo

Vigília Canção Nova, 15 anos: fé e esperança em São Paulo
Fiéis participam de vigília realizada pela Canção Nova na Paróquia Santa Cândida (Canção Nova São Paulo)

No sábado, 2, a Comunidade Canção Nova em São Paulo (SP) realizou a “Vigília Canção Nova: 15 anos de Fé e Esperança”, com o tema: “Maravilhas fez o Senhor em meu favor!”. Após dois anos de maneira on-line, por causa da pandemia, o evento voltou ao formato presencial, na Paróquia Santa Cândida, no bairro do Ipiranga.

Participaram da Vigília o Padre Diogo Albuquerque, da Diocese de Bragança Paulista (SP), e os missionários da Comunidade Canção Nova Aline Rodrigues Silva dos Santos, Marone Avelino dos Santos e Orlando Junior, além do Padre Anderson Marçal, Pároco da Paróquia Santa Cândida. A vigília, transmitida pela TV Canção Nova, teve momentos de adoração ao Santíssimo Sacramento, louvor, reflexão da Palavra de Deus, oração do Terço da Divina Misericórdia e a Santa Missa.

ITINERÁRIO DE FÉ

A primeira Vigília de Oração aconteceu em abril de 2007, na véspera do Domingo de Ramos, na Igreja Nossa Senhora do Líbano, no bairro da Liberdade.

Vanessa Lacquaneti da Silva, membro do departamento de eventos da Canção Nova em São Paulo, recordou que a intenção “é preparar o povo de Deus para a Páscoa e para os mistérios da fé vividos na Semana Santa: ‘Vigiai e orai’” (Mt 26,41).

Ao longo destes 15 anos, já foram realizadas 78 vigílias. Como o número de participantes foi aumentando, era preciso organizá-las em espaços maiores, como o Centro de Evangelização Padre Léo Pereira, na Barra Funda; o Santuário Nossa Senhora da Salette, em Santana; o Santuário Nossa Senhora de Fátima, no Sumaré; a Igreja Nossa Senhora Auxiliadora, no Bom Retiro; o Ginásio do Ibirapuera; a Basílica de Nossa Senhora da Penha e agora na Paróquia Santa Cândida.

O PODER DA ORAÇÃO

Luzia de Assis Ribeiro Santiago, cofundadora da Comunidade Canção Nova, destacou que as vigílias são momentos de profunda comunhão e oração com as intenções da Igreja e do povo de Deus. “Apesar de a cidade de São Paulo ser uma megalópole, as vigílias promovidas pela Canção Nova têm alcançado muitas pessoas, com muitos frutos de conversão, retorno à Igreja, reconciliações de famílias e engajamento na comunidade”, disse.

A cofundadora enfatizou que “a vigília é um tempo propício para louvar e bendizer a Deus, especialmente pelo fim da pandemia de COVID-19; momento de oração pelas vidas ceifadas e para agradecer pelos que sobreviveram; momento de comunhão com a Igreja, unindo nossas preces pela Arquidiocese de São Paulo, pelo Papa Francisco, pelo Sínodo dos Bispos e na intenção de todos os fiéis do mundo inteiro”.

EXPANSÃO DA MISSÃO

Vigília Canção Nova, 15 anos: fé e esperança em São Paulo
Divulgação

Fundada em 1978, pelo Monsenhor Jonas Abib, a Canção Nova está presente em diversos estados do Brasil e no exterior. É formada por homens e mulheres, de diferentes estados de vida, com uma única finalidade apostólica: a evangelização. Tem a missão de evangelizar, comunicar Jesus pelos meios de comunicação social, além de atuar nas áreas da Educação, Saúde, Artes, Cultura e Promoção Social.

Seus membros se distinguem em dois modos de compromisso: Núcleo e Segundo Elo. Os membros do Núcleo se dedicam ao apostolado como atividade principal, empenhados em tempo integral na vida e nas atividades da Canção Nova, com o intuito de manter vivo o carisma.

Já os membros do Segundo Elo constituem aliança em torno do Núcleo, não vivem em regime de dedicação integral, e continuam a residir em suas próprias casas. São chamados a viver a identidade e missão na própria família, na profissão e na vida social.

A Comunidade Canção Nova em São Paulo é composta, atualmente, por 89 membros, que atuam em várias frentes de missão.

A sede na capital paulista está localizada na Catedral Maronita Nossa Senhora do Líbano, no bairro da Liberdade, e realiza diversas atividades: missas às segundas e quartas-feiras, aprofundamentos de oração, grupo de jovens às sextas-feiras e atividades evangelizadoras em seus meios de comunicação: Rádio América AM 780, TV Canção Nova (canal aberto 59.1) e redes sociais – Facebook, Instagram e YouTube – @cancaonovasp.

Atualmente, a Canção Nova também atua na Paróquia Santa Cândida, no bairro do Ipiranga.

A SERVIÇO DA EVANGELIZAÇÃO

A Comunidade chegou à capital em 1993. Assim, em 2023, celebrará 30 anos de presença e evangelização em solo paulistano.

Nas festividades das três décadas, há uma programação especial, incluindo o “Canção Nova Abraça São Paulo”, que será realizado no dia 10 de julho, evento que, depois de dois anos, volta a ser presencial.

“Nosso objetivo é ‘abraçar São Paulo’ muito mais, especialmente neste tempo em que precisamos tanto nos reaproximar e testemunhar que, juntos, formamos uma Igreja unida e participativa”, destacou Ítalo Magno Inácio da Silva, 39, missionário e atual responsável pela missão Canção Nova em São Paulo.

“É muito gratificante gastar a vida na evangelização, de forma especial nesta cidade. Nossa meta é ‘ser uma comunidade que vive com radicalidade os nossos princípios e os comunica em comunhão com a Igreja local’”, afirmou.

Deixe um comentário