Há 31 anos, voluntárias de hospital dão testemunho da misericórdia cristã

Marcos Rubens Ferreira

No dia 20, Dom Carlos Silva, OFMCap., presidiu missa em ação de graças pelos 31 anos de atuação das Equipe de Senhoras Voluntárias do Hospital Geral Estadual da Vila Penteado – Dr. José Pangella. Concelebrou o Padre Cleyton Pontes Silva, Vigário Paroquial da Paróquia Nossa Senhora da Expectação, e que atualmente ajuda no serviço de Capelania Hospitalar.

Na homilia, o Bispo Auxiliar da Arquidiocese na Região Brasilândia ressaltou a força transformadora do amor, e que o Senhor convida a amar sem esperar nada em troca.

Edéna Camerin Brajão, presidente da Equipe de Senhoras Voluntárias, rememorou que este grupo de atuação voluntária foi fundado pela senhora Sylvia Martins de Siqueira Almeida, já afastada por questões de mobilidade e saúde, e que durante 25 anos cuidou deste serviço. Atualmente, conta com 23 membros, mas já houve época em que havia 74 voluntárias.

Entre as voluntárias, também há ex-funcionárias do próprio hospital, como é o caso de Maria Lúcia Corrêa, que foi auxiliar de laboratório por 22 anos, e, após se aposentar, decidiu doar seu tempo livre ao voluntariado.

Além das senhoras voluntárias, participaram da missa a gestora do Hospital, Renata Denise Rosa Nascimento, trabalhadores e colaboradores da instituição, bem como representantes da Equipe de Voluntárias do Hospital Geral Estadual da Vila Nova Cachoeirinha – Dr. Álvaro Simões de Souza.

A Capelania Católica do Hospital Geral Estadual da Vila Penteado – Dr. José Pangella tem feito visitas frequentes aos doentes.

Por Marcos Rubens Ferreira
Colaborador de comunicação na Região Episcopal Brasilândia

Deixe um comentário