Medalha São Paulo Apóstolo reconhece o serviço sacerdotal

Inscrições continuam até 31 de julho no portal da Arquidiocese de São Paulo. Conheça a história de premiados em anos anteriores

Padre Ladislau Klinicki, SDB e Cônego José Miguel de Oliveira foram os dois últimos premiados da categoria “Serviço Sacerdotal” da Medalha São Paulo Apóstolo, instituída em 2015, no contexto das comemorações dos 270 anos de criação da Diocese de São Paulo.

O prêmio de reconhecimento tem como objetivos valorizar, estimular e dinamizar a vida eclesial e pastoral na Arquidiocese de São Paulo.

Neste ano, as indicações de nomes podem ser feitas até 31 de julho no portal da Arquidiocese de São Paulo, onde também estão todas as informações sobre as categorias e os critérios para a inscrição.

Padre Ladislau Klinicki, SDB

O premiado de 2018 nasceu na Polônia, em 1º de junho de 1914, e em 1939 já era seminarista e partiu para Roma para estudar Teologia. Devido à 2ª Guerra Mundial, foi preso em Roma pelo exército alemão em 4 de março de 1942, com toda a comunidade salesiana, e, depois de um duro interrogatório, as acusações demonstraram-se falsas.  Ordenado sacerdote em Varsóvia em 1943, escapou várias vezes da morte nos campos de concentração nazistas.

Transferindo-se ao Brasil em 1968, onde foi capelão dos poloneses no bairro do Bom Retiro, na capital paulista, deu aulas e foi confessor dos aspirantes na cidade de Lavrinhas, em São Paulo. Foi vigário paroquial durante um ano na Paróquia São João Bosco, em Americana, e depois voltou a trabalhar com os aspirantes, durante dez anos, em Pindamonhangaba. Atualmente, reside na Comunidade Santa Teresinha, em São Paulo. O salesiano mais velho do mundo completou no dia 1º, 106 anos.

Cônego José Miguel de Oliveira

Nascido em Várzea Alegre (CE), o premiado de 2019 transferiu-se ainda jovem para o Paraná, antes de mudar-se para a cidade de São Paulo, onde ingressou no seminário, sendo ordenado padre em 1981. Atuou como Pároco em seis paróquias da Região Episcopal Belém e como formador em todas as etapas do processo de formação dos presbíteros da Arquidiocese de São Paulo.

Atualmente, é Pároco da Paróquia Natividade do Senhor e Vigário Episcopal Adjunto da Região Belém, além de integrar o Conselho de Consultores da Arquidiocese e o Cabido Metropolitano. Zelo e dedicação em tudo que faz, equilíbrio no relacionamento interpessoal e a capacidade de encorajar as pessoas são suas principais virtudes.

Você conhece algum sacerdote que mereça ser premiado?

CLIQUE E FAÇA A INSCRIÇÃO

A inscrição também pode ser feita por meio eletrônico, enviando a ficha devidamente

preenchida para o seguinte e-mail: medalhasaopaulo@arquisp.org.br, junto com os devidos formulários preenchidos.

Como nos anos anteriores, a Medalha São Paulo Apóstolo será concedida a sete categorias de pessoas e três categorias de instituições e entidades. Pessoas: Testemunho laical; Serviço sacerdotal; Ação caritativa e de promoção humana; Ação missionária; Inovação na metodologia pastoral; Educação cristã; Defesa e promoção da vida e da dignidade humanas. Instituições: Cultura; Comunicação; Serviço social.

Os nomes dos comtemplados pela Medalha serão divulgados no dia 7 de agosto e a entrega do prêmio será em 26 de agosto

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter