Morre Pedro Paulo Teixeira Manus, vice-reitor da PUC-SP

Morre Pedro Paulo Teixeira Manus, vice-reitor da PUC-SP, Jornal O São Paulo


A Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) comunicou o falecimento de seu vice-reitor, professor Pedro Paulo Teixeira Manus, ocorrida neste sábado, 25. 

O docente era professor Titular de Direito do Trabalho; mestre pela USP, doutor e livre-docente pela PUC-SP. Secretário da primeira Diretoria da Apropuc (1978 a 1980), chefe do Depto. II da Faculdade de Direito (1997 a 2005), diretor da Faculdade de Direito desde 2013. Fora da Universidade, foi ministro do Tribunal Superior do Trabalho (2007 a 2013), desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª. Região (1991 a 2007), juiz do Trabalho (1980 a 1991). Advogado e consultor jurídico, desde 2013. Manus era também autor de diversos livros, sendo o seu último lançamento a obra Coisas que ninguém conta a um estudante de Direito, realizada em parceria com sua filha Ruth Olivier Manus.

Em 2020, o docente foi escolhido para ser vice-reitor da PUC-SP e compor a gestão da Universidade ao lado da reitora, Maria Amalia Andery. Na ocasião, eles formaram a chapa única “PUC-SP somos todos”, que obteve uma expressiva votação na consulta à  comunidade acadêmica  e foi nomeada, em novembro do ano passado, pelo Grão-Chanceler Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano de São Paulo e presidente do Conselho Superior da Fundação São Paulo.

Em nota, a reitora afirmou que este é um dia muito triste para a PUC-SP, para a Reitoria da Universidade e para ela, pessoalmente. “Perdemos Pedro Paulo Teixeira Manus: amigo, professor, diretor e vice-reitor. Ficam aqui registrados nossos sentimentos de pesar e nossa solidariedade a tantos que conviveram com Pedro Paulo. Ele fará muita falta, mas deixa também boas lembranças e um legado que não será esquecido pelo mundo jurídico, pela PUC-SP e por todos que o conheceram”, afirmou.

O diretor da Faculdade de Direito, professor Vidal Serrano Nunes Junior, também lamentou a morte do vice-reitor. “Ele foi um ícone para os profissionais do Direito, um líder para a nossa Faculdade e, para mim, um grande amigo, verdadeiro exemplo de honradez e retidão. Uma perda irreparável”, destacou.

Ainda não há informações disponíveis sobre o velório e o sepultamento do vice-reitor.

Fonte: Jornal da PUC-SP 

Deixe um comentário