Na Brasilândia, 700 pessoas participam da peregrinação regional ao Santuário Sião Jaraguá

Na Brasilândia, 700 pessoas participam da peregrinação regional ao Santuário Sião Jaraguá, Jornal O São Paulo
Priscila Rocha

A Região Episcopal Brasilândia reuniu-se na manhã do sábado, 22, para a peregrinação ao Santuário Sião Jaraguá, também conhecido como Santuário da Mãe e Rainha Três Vezes Admirável de Schoenstatt, no bairro do Jaraguá. 

Mais de 700 pessoas, entre leigos, representantes de comunidade e movimentos, religiosos e sacerdotes participaram dos momentos de reflexão, oração e celebração. 

Após a oração do Terço e reflexão, sob a presidência de Dom Carlos Silva, OFMCap., o Bispo Auxiliar da Arquidiocese na Região Brasilândia presidiu missa. 

Na homilia, Dom Carlos relembrou o significado da palavra Santuário – “A casa de Deus no meio da casa dos homens” – e reforçou o sentido daquele encontro enquanto Igreja missionária: “Igreja que tem como combustível missionário o amor”. 

O Bispo também exortou que os fiéis tenham humildade para que o atual momento, marcado pelo medo e divisão, não se efetive nas comunidades católicas. Dom Carlos Silva, citando uma catequese feita pelo Papa Francisco, lembrou o comportamento de Maria, que sempre escuta com atenção, acolhe e está disponível para Deus. Ela decide de forma assertiva. E quanto à ação, coloca-se a serviço, apesar das adversidades, por amor. Ela é, portanto, exemplo de ação missionária para todos. 

Por fim, o Bispo apresentou a todos a mensagem que o Papa Francisco enviou à Região Brasilândia, quando da visita ad limina Apostolorum dos bispos do Regional Sul 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em setembro. “Leve o meu abraço a todo o povo da Região Brasilândia e a minha bênção!”, disse o Pontífice. O momento foi finalizado com a oração de uma Ave-Maria pelo Papa. 

Por fim, o Padre Gustavo Crespo, Reitor do Santuário, fez o agradecimento a todos e disse que o local sempre é ambiente para o acolhimento dos fiéis. A proposta é que essa peregrinação regional ocorra uma vez por ano.

Por Taíse Cortês
Colaboradora de comunicação na Região Episcopal Brasilândia 

Deixe um comentário