‘Nosso testemunho de fé é forte a ponto de atrair as pessoas para Deus?’

Cardeal Odilo Scherer (foto: Bruno melo/arquivo)

Na missa da manhã da terça-feira, 28, Cardeal Odilo Pedro Scherer meditou sobre o quanto o exemplo de vida dos cristãos manifesta a presença de Deus entre os povos.

O Arcebispo de São Paulo presidiu a Eucaristia na capela da sua residência, transmitida pela rádio 9 de Julho e pelas mídias digitais da Arquidiocese.

Nesta data, a Igreja recorda a memória dos mártires São Venceslau, rei da Boêmia, atual República Tcheca, no éculo X; e São Lourenço que, com seus companheiros mortos por ódio à fé em Nagazaki, no Japão, no século XVII.

No Evangelho do dia (Lc 9,51-56), após Jesus e seus discípulos não serem acolhidos pelos samaritanos durante a viagem para a Jerusalém, Tiago e João perguntaram ao Senhor se podiam mandar descer fogo sobre o povoado para destruí-los, mas foram reprendidos por Cristo.

Na homilia, o Cardeal ressaltou que, ao invés de retribuir a hostilidade om violência ou vingança, Jesus decidiu partir para outro povoado. “Quando não há outro caminho para seguir, ainda existe o caminho do diálogo, da paz… certamente, sempre existe outro caminho que não seja a violência, a destruição, o aniquilamento de quem pensa diferente de nós”, completou o Arcebispo.

Na presença do Senhor

Já a primeira leitura (Zc 8,20-23) profetiza tempos felizes para o povo de Deus em Jerusalém para onde acorrerão habitantes de outras cidades para “orar na presença do Senhor”.

“Naqueles dias, dez homens de todas as línguas faladas entre as nações vão segurar pelas bordas da roupa um homem de Judá, dizendo: ‘Nós iremos convosco; porque ouvimos dizer que Deus está convosco’”, diz o texto.

Ao comentar esse trecho, o Cardeal indagou se os cristãos também despertam nos habitantes das cidades a certeza da presença de Deus por meio do testemunho da fé.

“Será que conseguimos atrair alguém para vir conosco para o Senhor? Nosso testemunho de fé cristã é forte o bastante a ponto de atrair as pessoas para Deus?”, questionou Dom Odilo, recordando que o próprio Jesus prometeu: “Eu estarei convosco todos os dias até o fim dos tempos”. 

O Arcebispo recordou, ainda, as  palavras do Papa Emérito Bento XVI, que, certa vez, afirmou que o Cristianismo não cresce por proselitismo, mas por atração. “Que Deus nos dê a força desse testemunho, como fizeram os mártires”, concluiu o Cardeal.  

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter