Paróquia Santíssima Trindade: o amor do Pai, do Filho e do Espírito Santo no Recanto dos Humildes

Festa patronal de igreja na Região Brasilândia foi encerrada com missa presidida pelo Cardeal Scherer

Luciney Martins/O SÃO PAULO

Na Solenidade da Santíssima Trindade, no domingo, 30 de maio, o Cardeal Odilo Pedro Scherer presidiu missa na Paróquia Santíssima Trindade, no bairro Recanto dos Humildes, na Região Episcopal Brasilândia.

A celebração marcou o encerramento da 12ª Novena da Santíssima Trindade. Concelebraram os Padres Marcos Foley, CSSP, Pároco, José Miguel Portilho, CSSP (novo Vigário Paroquial que tomará posse no dia 5 de junho), e José Ferreira Filho, Secretário do Cardeal.

Devido às medidas de isolamento social para conter o avanço da pandemia de COVID-19, a celebração eucarística aconteceu com a participação de um grupo reduzido de fiéis, seguindo as recomendações preventivas das autoridades sanitárias. A missa foi transmitida pelo Facebook da Paróquia.

História

Criada em 12 de novembro de 2016, a Paróquia Santíssima Trindade é constituída pelas comunidades Sagrado Coração de Jesus, Divino Espírito Santo, Nossa Senhora do Paraíso e São Miguel Arcanjo e foi desmembrada da Paróquia São José.

Atualmente, a comunidade paroquial está sob os cuidados pastorais dos missionários da Congregação do Espírito Santo (CSSP), Padres Espiritanos.

Celebrar em comunidade

Luciney Martins/O SÃO PAULO

Apesar das restrições provocadas pela pandemia, a comunidade paroquial manteve o seu dinamismo pastoral e celebrou as solenidades de Pentecostes e da Santíssima Trindade, ambas precedidas de novenas.

“Conseguimos, este ano, celebrar as duas novenas com a participação da comunidade e transmissão pelas redes sociais. Um momento novo e significativo para nós”, disse Padre Marcos à reportagem do O SÃO PAULO, destacando que “o contato on-line é uma nova modalidade de comunicação que aproxima, mas o presencial é especial”.

Padre Marcos elogiou o comprometimento dos paroquianos com a evangelização: “A participação dos fiéis é muito forte. O engajamento dos membros de nossa comunidade é surpreendente. As pastorais se empenham no serviço de evangelização, o povo é acolhedor, simples e comprometido com a oração e assistência social”.

Outro aspecto notável da comunidade é a adesão dos empresários locais nos eventos promovidos pela Paróquia. “Mesmo com toda a crise provocada pela COVID-19, tivemos o apoio financeiro de 42 empresas da região”, disse Janete Nunes Jopetipe, secretária paroquial.

Pedro Gonçalves da Silva é um dos empreendedores que patrocinaram as atividades. “É importante a atuação das pessoas e empresas na vida paroquial. Somos uma Igreja em saída, em que todos são peça fundamental na construção do Reino”, disse o jovem, que está se envolvendo na Pastoral da Comunicação (Pascom) da Paróquia.

Cristiano de Jesus Moreira é serralheiro e falou sobre a importância de doar um pouco de si para o bem comum. “Em tempos difíceis, a união faz a força, e essa ajuda é uma forma de atender às necessidades paroquiais. Fico feliz e grato em poder colaborar com o pouco que posso”, disse.

‘Igreja viva na periferia’

Padre Marcos é missionário irlandês atuante no Brasil há mais de 20 anos, conhece bem a realidade dos brasileiros, dos seus paroquianos e do bairro onde atua desde 2017, marcado pela pobreza, alto índice de desemprego e falta de infraestrutura pública.

O Sacerdote afirmou que, embora as dificuldades sejam muitas, o povo não desanima; pelo contrário, segue firme para manter a chama da fé e a força da Igreja viva na periferia. “Juntos e unidos somos o sinal do Cristo neste lugar, porque Deus habita esta cidade.”

Santíssima Trindade

Luciney Martins/O SÃO PAULO

Na homilia, o Arcebispo falou sobre a Santíssima Trindade e convidou os fiéis a olharem para o mistério de Deus.

“Depois de termos celebrado os grandes mistérios da vida de Jesus Cristo – Nascimento, Paixão, Morte e Ressurreição; e o envio do Espírito Santo em Pentecostes, hoje, a liturgia nos convida a contemplar o grande mistério que é o próprio Deus, Pai, Filho e Espírito Santo, Deus Uno e Trino”, afirmou.

O Cardeal enfatizou que é desejo do ser humano querer ver a Deus, que, por sua vez, não se esconde da humanidade, mas vem ao encontro, se revela e se manifesta a nós.

“Deus vem ao nosso encontro, dá-se a conhecer e dá-nos as possibilidades de conhecê-Lo, ainda que seja um pouco, pois nunca O conheceremos em sua totalidade, porque seu mistério ultrapassa a nossa pequenez de criaturas e, por isso, nunca poderemos compreender o Criador de forma completa”, sublinhou, destacando que, mais do que ser compreendido, Deus precisa ser acolhido e amado.

Presença do pastor

Luciney Martins/O SÃO PAULO

A presença de Dom Odilo representou para a comunidade a companhia amorosa do Cristo Pastor que visita e caminha com seu povo.

“Sua vinda é importante para nós e significa que não somos esquecidos, demonstrando sua proximidade do povo. São pequenos gestos que dinamizam a vida missionária e encorajam a vida pastoral”, destacou o Pároco.

Sandra Maria Barboza de Souza Delfino é técnica de Enfermagem e catequista. “Dom Odilo em nosso meio é um sinal do amor de Deus por nós, que está sempre presente e nunca nos deixa sós, apesar das dificuldades. O Cardeal vir ao nosso encontro é um gesto de amor fraterno”, avaliou.

Na conclusão da celebração, Dom Odilo agradeceu o trabalho de evangelização realizado pelos Missionários Espiritanos, que, como é próprio do carisma da congregação, revela o amor do Pai, do Filho e do Espírito Santo ao povo de Deus.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter