Pastoral da Saúde do Regional Sul 1 promove Congresso Estadual on-line

‘Mesmo com os riscos e restrições, vocês continuam manifestando seu carinho, amor e presença junto aos enfermos’, disse o Cardeal Scherer aos agentes da Pastoral

Pastoral da Saúde do Regional Sul 1 promove Congresso Estadual on-line
Reprodução da internet

A Pastoral da Saúde do Regional Sul 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) promoveu no sábado, 28 de novembro, seu V Congresso Estadual, que teve como tema “As múltiplas faces da pastoral da Saúde” e o lema: “Do que era dividido se fez uma unidade” (Ef 2,14).

O evento ocorreu das 9h às 17h, e foi realizado de forma on-line transmitida pelas redes sociais contando com a presença de diversos palestrantes.

O Padre João Inácio Mildner, Assistente Eclesiástico da Pastoral da Saúde do Regional Sul 1 da CNBB e da Arquidiocese de São Paulo, realizou a abertura do congresso, na qual destacou que durante este tempo de pandemia as atividades continuam e estão sendo realizadas palestras e formações virtuais para auxiliar os agentes no combate ao novo coronavírus.

“Muitos imaginavam que seria impossível realizarmos esse congresso, mas Deus em sua infinita bondade nos concede, pelas mídias, nos comunicarmos uns com os outros e levarmos essa palavra de fé, reforçando que a Pastoral da Saúde do Estado de São Paulo nas arquidioceses e dioceses estão vivas e atuantes, construindo um mundo novo nesta realidade, onde todos somos irmãos e irmãs ”, disse.

ESTAR PRÓXIMO DOS DOENTES

O sacerdote reiterou, ainda, que a Pastoral da Saúde continua atuando na defesa da vida nos conselhos de saúde municipal e estadual e mesmo neste momento difícil em que muitos hospitais, por questão de segurança, proíbem as visitas presenciais dos sacerdotes e agentes de pastoral aos doentes, tem se redescoberto métodos de estar próximo.

“A Pastoral da Saúde pode estar presente por meio do telefone, mensagem de texto e tantas outras formas de comunicação. Não abandonemos os nossos doentes, mantenhamos eles sempre vivos, animados pela fé, na esperança e na caridade e por meio desse testemunho de presença, embora não física, mas virtual, nossos doentes se sintam confortados nesse tempo de pandemia”, concluiu.

AO ENCONTRO DOS ENFERMOS

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano, também participou do congresso e enfatizou a importância do trabalho dos padres, médicos, enfermeiros, familiares e agentes no cuidado aos doentes. Ele destacou também a busca da Pastoral para que a saúde pública chegue a todos, sobretudo, neste período “desafiador e angustiante” de pandemia.

“Mesmo com os riscos e restrições, vocês continuam manifestando seu carinho, amor e presença junto aos enfermos e isso nos ensinou muito ao longo deste ano. É a pessoa doente que importa, não se pode simplesmente ver o tipo de doença e querer separar o ser humano da enfermidade, pois é a pessoa que precisa de cuidado. A Pastoral da Saúde tem essa grande missão de ir ao encontro dos enfermos, para que eles possam se recuperar e viver bem”, enfatizou Dom Odilo.

COBRAR E APOIAR

O Professor José Gimenez, coordenador Estadual da Pastoral da Saúde do Regional Sul 1 da CNBB, encerrou as palestras recordando a importância do Sistema Único de Saúde (SUS), que segundo ele, mesmo com suas limitações, salvou muitas vidas durante a pandemia. Ele enfatizou que a grande missão da Pastoral é “abraçar e estar próximo dos enfermos”, defender a vida e cobrar as autoridades.

“Defender políticas públicas para saúde faz parte da nossa missão. Todos nós que fazemos parte da Pastoral da Saúde temos que conhecer as leis que evolve saúde e nos protegem. É nosso dever saber aqueles que nos representam nos conselhos municipais e estaduais, pois temos que valorizar está representação para cobrá-los e apoiá-los” concluiu.

Outros participantes do evento foram o Padre João Carlos Almeida, teólogo e comunicador; Dom Julio Endi Akamine, Arcebispo de Sorocaba; Padre Walter Merlugo Jr., Secretário-executivo do Regional Sul 1; Padre Márlon Múcio; e os médicos Jamal Suleiman, Armando de Negri, Silvia Fonseca e Fernando Pigatto.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter