Prefeitura abre período de matrículas para o Ensino Fundamental e Médio

Veja a lista de documentos necessários para a inscrição; data para a Educação Infantil começa a partir de 2 de janeiro

Prefeitura abre período de matrículas para o Ensino Fundamental e Médio, Jornal O São Paulo
Foto: Pixabay

A Secretaria Municipal de Educação abriu nesta segunda-feira (5) o período de cadastramento/inscrição para os estudantes do Ensino Fundamental e Médio que queiram ingressar nas escolas da Rede Municipal.

Os interessados devem se dirigir até a escola mais próxima com os documentos necessários (confira a lista abaixo) para efetuar a inscrição.

A data para os cadastros da Educação Infantil, que atende crianças de 0 a 4 anos, será outra. Neste caso, os pais ou responsáveis podem procurar as unidades escolares a partir do dia 02 de janeiro.

A escola para qual o aluno for direcionado deverá entrar em contato com a família ou com o próprio estudante (no caso dos que têm mais de 18 anos) para avisar sobre a efetivação da matrícula.

O encaminhamento para matrícula ocorre por meio do georreferenciamento, que define como prioridade escolas próximas da casa do aluno.

Caso não haja vaga em unidade próxima da residência, o estudante terá a matrícula garantida em uma escola a mais de 1,5 km com direito ao Programa de Transporte Escolar Gratuito – TEG.

Documentos necessários para a matrícula em EMEFs e EJA:

– Certidão de Nascimento, Registro Geral – RG ou Registro Nacional Migratório – RNM e CPF;
– Comprovante de endereço no nome do(a) pai/mãe ou responsável legal;
– Comprovante de escolaridade anterior, em caso de prosseguimento de estudos;
– Declaração de Vacinação atualizada – DVA.
– Telefones para contato, preferencialmente celular, e e-mail

Documentos necessários para a matrícula da Educação Infantil – CEIs ou EMEIs:

– Documento de Identidade do aluno (Certidão de Nascimento, Registro Geral – RG ou Registro Nacional Migratório – RNM/Protocolo de Solicitação de Refúgio);
– Comprovante/declaração de endereço no nome do pai/mãe ou responsável legal;
– CPF do estudante e do pai/mãe ou responsável legal ou RNM/Protocolo;
– Telefones para contato, preferencialmente celular, e e-mail do pai/mãe ou responsável legal;
– Declaração de Vacinação atualizada – DVA;
– Cartão do Programa Bolsa-Família, se for o caso;
– Cartão do Sistema Único de Saúde.

Fonte: Prefeitura da Cidade de São Paulo

Leia mais
Brasil tem múltiplos desafios para a formação básica dos estudantes

Deixe um comentário