‘Eu estou contigo todos os dias’ será o tema do 1º Dia Mundial dos Avós

A escolha, inspirada no Evangelho de Mateus, foi feita pelo Papa Francisco

Vatican Media

No dia 25 de julho será comemorado o 1º Dia Mundial dos Avós e Idosos e o tema escolhido pelo Papa Francisco para a ocasião é “Eu estou contigo todos os dias” (cf. Mt 28,20). A finalidade é expressar a proximidade do Senhor e da Igreja na vida de cada idoso, especialmente neste momento difícil de pandemia.

“‘Eu estou contigo todos os dias’ é também uma promessa de proximidade e de esperança de que jovens e idosos possam entender-se mutuamente”, lê-se num comunicado de imprensa divulgado nesta terça-feira, 20, pelo Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida.

No comunicado se ressalta que não são só os netos e os jovens os chamados a estar presentes na vida dos idosos, mas os avós e as pessoas idosas também têm uma missão evangelizadora, de anunciar, de rezar e de gerar jovens para a fé.

Para promover a celebração desse dia nas igrejas locais e nas realidades associativas, o Dicastério vai propor, a partir da metade de junho, alguns subsídios pastorais.

VIOLÊNCIA CONTRA OS IDOSOS

Segundo a Organização da Nações Unidas (ONU) praticamente todos os países devem ter um crescimento substancial no número de idosos até 2030, e esse aumento será mais rápido nas regiões em desenvolvimento.

A organização afirma que, embora o tema do abuso de idosos tenha começado a ganhar visibilidade em todo o mundo, continua “sendo um dos tipos de violência menos investigados em pesquisas nacionais e um dos menos abordados em planos de ação nacionais.”

Segundo a ONU, a violência contra pessoas da chamada terceira idade “é uma questão social global que afeta a saúde e os direitos humanos de milhões de pessoas idosas em todo o mundo, e uma questão que merece a atenção da comunidade internacional.”

OS NÚMEROS

Cerca de uma em cada seis pessoas mais velhas experimentam algum tipo de abuso, segundo a ONU, e os número deve aumentar à medida que as populações envelhecem.

As taxas de abuso podem ser mais altas para os idosos que vivem em instituições do que na comunidade. O abuso pode levar a lesões físicas graves e consequências psicológicas de longo prazo.

O total de pessoas com 60 anos ou mais pode duplicar nas próximas três décadas, passando de 900 milhões em 2015 para cerca de 2 bilhões em 2050.

(Com informações de Vatican News e ONU)

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter