Faleceu o cardeal francês Albert Vanhoye: telegrama de pesar do Papa

Telegrama de pesar do Papa Francisco pela morte do cardeal jesuíta que faleceu na quinta-feira, 29, em Roma, aos 98 anos de idade. Dom Vanhoye era o membro mais idoso do Colégio dos Cardeais, que agora é formado por 220 cardeais, 123 dos quais são eleitores e 97 são não-eleitores

Vatican Media

Faleceu em Roma na quinta-feira 29 de julho o cardeal francês Albert Vanhoye aos 98 anos. Ex-reitor do Pontifício Instituto Bíblico e ex-secretário da Pontifícia Comissão Bíblica, Albert Vanhoye nasceu em 24 de julho de 1923 em Hazebrouck, na diocese de Lille, no norte da França, não muito longe da fronteira com a Bélgica.

Na manhã desta sexta-feira, 30, o Papa Francisco enviou um telegrama de pesar pela morte do cardeal ao Superior Geral da “Residência São Pedro Canisio” em Roma, padre Manuel Moruja S.J. exprimindo sua proximidade à Comunidade e aos familiares do cardeal falecido. Francisco “recorda com afeto e admiração este irmão que serviu ao Senhor e à Igreja com grande dedicação”. O Papa o descreveu também como “religioso zeloso, filho espiritual de Santo Inácio, professor excelente, biblista exímio e estimado reitor do Pontifício Instituto Bíblico”. Será recordado também “pelo seu amor ao Ministério da pregação que exerceu com generosidade, animado pelo desejo de anunciar o Evangelho”. Por fim concluiu com uma bênção apostólica aos que choram pela sua morte.

O cardeal Vanhoye entrou na Companhia de Jesus em 11 de setembro de 1941, e emitiu seus primeiros votos em 15 de novembro de 1944 tornando-se sacerdote em 26 de julho de 1954 em Enghien, Bélgica. Formou-se em literatura na Sorbonne e em teologia na Universidade de Enghien, obtendo posteriormente o doutorado em Escrituras no Pontifício Instituto Bíblico, em 1961.

Um “grande exegeta” segundo Bento XVI

Especialista na exegese da Carta aos Hebreus, ele foi chamado a Roma em 1963 para lecionar onde permaneceu até 1998. Entre suas muitas funções, foi membro da Pontifícia Comissão Bíblica de 1984 a 2001 e seu secretário de 1990 a 2001; e foi consultor do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos de 1980 a 1996.

Ele é um dos três “eclesiásticos com mais de 80 anos” que Bento XVI – no final da audiência geral na quarta-feira, 22 de fevereiro de 2006 – anunciou sua intenção de elevar à dignidade de cardeal, “em consideração aos serviços prestados à Igreja com fidelidade exemplar e admirável devoção”. O Pontífice o descreveu naquela ocasião como um “grande exegeta”. Vanhoye recebeu a púrpura no Consistório de 24 de março de 2006.

Seu funeral será celebrado no sábado 31 de julho às 11 horas pelo Cardeal Leonardo Sandri. Depois de sua morte o Colégio dos Cardeais é composto por 220 cardeais, 123 eleitores e 97 não-eleitores.

(Com informações de Vatican News)

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter