Francisco manifesta preocupação após golpe em Myanmar

O Papa Francisco afirmou observar com “viva preocupação o desenrolar da situação que se criou em Myanmar”.

Militares bloqueiam rua que leva ao Parlamento em Myanmar (foto: Vatican Media)

Após a oração do Angelus do domingo, 7, o Pontífice disse ter grande apreço pelo país, que visitou em 2017, e manifestou preocupação com a interrupção da ordem democrática.

No dia 1°, os militares anunciaram ter assumido o controle do país e aprisionaram sua líder eleita, Aung San Suu Kyi, entre outros políticos. Suu Kyi e seu partido, a Liga Nacional para a Democracia (NLD), assumiu após eleições em 2015, a mais livre em 25 anos após a ditadura militar – segundo observadores internacionais.

O partido governava sob duro controle das Forças Armadas. Deveria iniciar seu segundo mandato neste mês, mas foi impedido.

O Papa enviou sua “proximidade espiritual” ao povo de Myanmar e disse rezar “para que aqueles que têm responsabilidade se coloquem em sincera disponibilidade ao serviço do bem comum, promovendo a justiça social e a estabilidade nacional, por uma harmoniosa convivência democrática”.

(Com informações de Vatican News)

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter